Manifestação popular em defesa do Rio Utinga será neste sábado na cidade de Utinga

rio utg6
A manifestação será às 10:00h, no Mercado do Produtor (Ceasa), na cidade de Utinga, com representantes do Governo do Estado.

Acontecerá neste sábado, 28, às 10h00 da manhã, a manifestação popular  em defesa do rio Utinga, que foi noticiada para acontecer ontem. Conforme o prefeito Joyuson Viera, ao telefone, o evento foi adiado para garantir a participação de representantes do Governo do Estado nos momentos das discussões e decisões. A população e as entidades vem sendo mobilizadas através convites em circulação nas redes sociais e as emissoras de radio dos municípios, cujo movimento conta com o apoio das prefeituras em defesa do Rio Utinga.

As notas sociais expressam: “Nosso Rio pede SOCORRO, vamos pra luta, a luta não é só minha, a luta é NOSSA!”, enfatizando que a população de Utinga e Wagner está convocada para defesa do rio, “que não é fonte de sobrevivência somente dos agricultores, mas de todos NÓS!”, adverte a convocatória.

Bombas lacradas

rio utg8

Uma nova operação foi deflagrada pelo INEMA entre os municípios de Utinga, Wagner e Lajedinho, unindo reforços da Casa Civil do Governo do Estado e as forças policiais da CIPE-Chapada, numa fiscalização de combate à crimes ambientais contra o Rio Utinga. O foco da operação tem garantido a suspensão das bombas de captação de água para irrigação do polo de Banana, gerando confrontos entre alguns produtores inconformados. A ação do INEMA motivou a mobilização da população dos três municípios para participar de uma manifestação, que acontecerá neste sábado, às 10:00h, no Mercado do Produtor (Ceasa), na cidade de Utinga.

A operação que vem sendo desenvolvida pelo INEMA ao longo do Rio Utinga, desde o último sábado (21), suspendeu o uso das bombas de captação água, com capacidade de 5 cavalos de potência e que não tenham outorga do estado.

Em reunião realizada pelos INEMA no dia 20, na cidade de Wagner, ficou acordado entre os órgãos de fiscalização, as prefeituras e os produtores, que haverá um racionamento do uso da água desde a terça-feira (24), com os irrigantes assumindo o compromisso de evitar a irrigação nas terças, quintas e sábados.

Risco de morte

rio utinga3

A situação do Rio Utinga é grave, diante do excesso da captação de água para atender as exigências da produção de banana irrigada e outros frutos em larga escala, impactando sobre o rio e todos os seus afluentes. Há dois meses o rio voltou a cortar a 30 km da sua nascente, na passagem da Br-242, impedindo que suas águas cheguem ao Rio Paraguaçu. A captação abusiva das águas já secou o afluente Cachoeirinha, além de estar comprometendo o abastecimento das populações dos municípios de Wagner e Lajedinho, que dependem das águas do Utinga. (Paraguaçu)