Santa Dulce dos Pobres é o novo nome do Hospital Municipal de Utinga

santa dulce dos pobres
Obra de arte sacra entalhada pelo artesão baiano André Cana Brasil | FOTO: Divulgação |

A unidade hospitalar de Utinga, município da Chapada Diamantina, passará a se chamar Hospital Municipal Santa Dulce do Pobres após aprovação, por unanimidade, na Câmara de Vereadores, do projeto de lei de autoria do prefeito Joyuson Vieira (PSL) no final do mês de setembro. Segundo o gestor, a influência de sua família, que é católica, além de sua mãe e sua esposa, que são fiéis fervorosas, foi importante na decisão de homenagear a primeira santa genuinamente brasileira.

Além disso, Vieira afirma que essa homenagem não é por conta da religião. “Mesmo sendo católicos, nos inspiramos muito mais na trajetória de vida de Irmã Dulce como pessoa do que no aspecto meramente religioso para prestar tamanha homenagem”, informa o gestor ao Jornal da Chapada.

Na justificativa do projeto, que foi sancionado no dia 30 de setembro, Joyuson destacou as obras de requalificação pela qual passa o hospital, além de como a santa, que terá sua solenidade de canonização neste domingo (13), tratava os enfermos buscando a cura através da fé.

E, realmente, ele conseguiu convencer vereadores de todos os credos, inclusive chegou a brincar com o fato. “Santa Dulce dos Pobres acaba de realizar mais um milagre, unir todas os pensamentos político-ideológicos de Utinga em torno de um projeto. Amém!”.

Vale ressaltar, que uma imagem de Santa Dulce dos Pobres já foi entalhada em madeira renovável da Fazenda Sarpa, de Utinga, e será colocada no pátio do hospital. A obra de arte sacra foi entalhada pelo artesão baiano André Cana Brasil, um amigo da comunidade utinguense. (Jornal da Chapada)