Secretaria de Cultura e CNM estudam plano de incentivo à cultura para regiões distantes

Foto: Ronaldo Caldas/Ministério da Cidadania
Foto: Ronaldo Caldas/Ministério da Cidadania

Secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, esteve com representantes da Confederação Nacional de Municípios para promoção da cultura no interior

Fazer com que o incentivo à cultura chegue aos menores e mais distantes municípios brasileiros. Esse foi o tema da reunião entre o secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, e representantes da Confederação Nacional de Municípios (CNM), na manhã desta segunda-feira (09), em Brasília. O objetivo foi encontrar vias de cooperação para que a cultura chegue aos municípios que mais precisam de incentivo.

Segundo Alvim, a cooperação com a CNM é fundamental para alcançar esse objetivo. “Muitas vezes não se tem conhecimento dos editais que poderiam beneficiar este ou aquele município do ponto de vista da cultura. É uma questão de divulgação das ações e de capacitação, e a CNM tem a capilaridade necessária para nos auxiliar”, comentou.

Os secretários de Fomento e Incentivo à Cultura, Camilo Calandreli, e de Difusão e Infraestrutura Cultural, Rodrigo Junqueira, também participaram da reunião. Ambos propuseram estratégias para formulação de editais que cheguem, de fato, a todas as regiões. A CNM, que possui uma vasta base de dados sobre os municípios e suas características, irá participar da elaboração dos editais.

A expectativa é de que uma primeira versão do edital seja apresentada em janeiro para que a CNM possa fazer sugestões e adaptações. Segundo o secretário Alvim, o primeiro edital deverá ser lançado ainda no primeiro trimestre do próximo ano.

CNM
A CNM é a maior confederação de municípios em todo o mundo, com 5.100 associados. Em 2020, quando completará 40 anos, a 23ª Marcha reunirá, em Brasília, cerca de 10 mil gestores municipais de todo o país. (Ascom/Ministério da Cidadania/ cultura.gov.br)