INSS: Calendário de pagamento da 2ª parcela do 13° inicia esse mês

INSS: Calendário de pagamento da 2ª parcela do 13° inicia esse mês.

9F4B9F7F-5106-41A5-AED9-0D7F41CCD820

Aposentados, pensionistas e beneficiários do auxílio-doença do INSS vão receber a segunda parcela do 13° salário a partir da próxima semana.

A antecipação visa reduzir a crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus. Segurados que ganham salário mínimo (R$ 1.045, neste ano) começam a receber primeiro, a partir de segunda-feira (25).

Já os beneficiários que ganham acima do piso, os depósitos da segunda parcelas do abono ocorrerão a partir de 1º de junho. O valor corresponde à metade do que o beneficiário recebe por mês do INSS, descontada a mordida do Leão, para quem tem de pagar o Imposto de Renda.

Até o final desta semana, o segurado poderá conferir o valor que vai receber por meio do Meu INSS, seja no aplicativo ou site. Quem não tem senha, precisa se cadastrar. As datas de pagamento do 13º serão as mesmas dos depósitos dos benefícios referentes a maio.

Pandemia

Neste ano, durante a pandemia, quem recebe do INSS por meio do cartão magnético pode pedir para que o pagamento seja feito em conta-corrente.

A mudança é feita pelo Meu INSS, em “Agendamento/Solicitações”, e a conta-corrente tem de estar no nome do beneficiário. A transferência é uma opção para evitar a necessidade de ir às agências bancárias e correr risco de se expor à Covid-19.

Fique atento ao dia do pagamento da 2ª parcela Benefícios de até um salário mínimo (R$ 1.045, em 2020):

Final do cartão (sem o dígito) –  Data do depósito

1 – 25 de maio

2 – 26 de maio

3 – 27 de maio

4 – 28 de maio

5 – 29 de maio

6 – 1° de junho

7 – 2 de junho

8 – 3 de junho

9 – 4 de junho

0 – 5 de junho

Benefícios acima de um salário mínimo:

Final do cartão (sem do dígito) – Data do depósito

1 e 6 – 1° de junho

2 e 7 – 2 de junho

3 e 8 – 3 de junho

4 e 9 – 4 de junho

5 e 0 – 5 de junho

Valor a receber

A segunda parcela do 13° sofre desconto do Imposto de Renda

Segurados com até 64 anos e renda a partir de R$ 1.903,98 terão o desconto do IR, que é calculado sobre o valor das duas parcelas

Quem tem a partir de 65 anos só terá o imposto aplicado se receber benefícios com valor mensal acima de R$ 3.807,96, pois há uma parcela extra de isenção

O cálculo é proporcional ao número de meses em que o benefício foi recebido

Se começou a receber a renda até janeiro deste ano e não paga IR, as parcelas da bonificação correspondem à metade do valor pago mensalmente

Já quem teve o benefício concedido a partir de fevereiro ou terá o pagamento cessado antes de 31 de dezembro de 2020, terá o valor correspondente ao número de meses em que receberá a renda do INSS no ano

A consulta ao valor exato da parcela paga pelo INSS deverá estar disponível pelo Meu INSS ainda nesta semana pelo Meu INSS, site ou aplicativo.

Curtir página