Araçás: Fazenda de ‘galos gigantes’ tem aves que custam até R$ 5 mil

Reprodução/TV Bahia
Uma fazenda em Araçás, no agreste do estado, chama à atenção pelo tamanho dos galos. As aves, da família Índio Gigante, quando chegam à idade adulta podem medir até 1,2 metro. Só para ter ideia do porte dos bichos, um galo comum tem uma altura que vai de 60 a 80 centímetros. Ao Bahia Rural, o criador da Fazenda Riacho Claro, Élio Borges, conta que a criação é lucrativa. Além da dúzia de ovos sair por R$ 130 e um filhote (pintinho), por R$ 50, um galo reprodutor é vendido por uma quantia entre R$ 500 e R$ 5 mil. Na propriedade de Araçás, o maior galo foi apelidado de Lampião, que mede 1,15 m. Borges disse que fornece matrizes e aves para estados como Amazonas, São Paulo, Paraná e Minas Gerais. (Bahia Notícias)

Salvador e RMS registram 11 homicídios no sábado

Foto: Agência Brasil 
Salvador e os municípios da Região Metropolitana (RMS) registraram 13 homicídios no último fim de semana. Entre eles, 11 ocorreram apenas no sábado (22). De acordo com levantamento da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), sete pessoas foram assassinadas apenas na capital baiana: duas no bairro de Itapuã, e as demais em Sete Portas, Águas Claras, Ribeira, Vale dos Lagos e Largo Dois de Julho. Na RMS, os homicídios foram registrados em Camaçari, Dias D’Ávila e dois em Simões Filho. A idade das vítimas vai de 17 anos a 41 anos. Foram oito homens e uma mulher. Os dois corpos encontrados em Simões Filho não tinham identidade ou sexo identificados. No domingo (23), duas mortes foram registradas em Salvador: uma mulher de 35 anos em São Cristóvão e um homem de 29 anos na Cidade Nova. (Bahia Notícias)

Homem é assassinado na noite deste sábado em Ruy Barbosa

Um homem identificado apenas pelo pré-nome Jair, foi alvejado com disparos de arma de fogo no Bairro Boa Vista em Ruy Barbosa. O crime aconteceu na noite deste sábado dia 22. A vítima ficou no local por cerca de 20 minutos até chegada do socorro, onde foi levada com vida para o hospital local.Jair não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Não temos informações de quem teria efetuado os disparos. (Informações: Ruy Barbosa Notícias)

Homem e criança de colo são mortos a tiros em Iaçu

Um jovem e uma criança foram mortos a tiros na noite deste sábado (22), no município de Iaçu. Everson Santos, mais conhecido como Lela, estava em um bar quando dois homens em uma motocicleta abriram fogo. Segundo o site Iaçu Notícias, a vítima estava com uma criança no colo, que seria seu filho, de acordo com populares. A criança também não resistiu aos ferimentos. Segundo a polícia, ainda não há informações sobre os suspeitos ou motivação do crime. O corpo de Everson foi removido para o Instituto Médico Legal.

Cantor Júlio Nascimento sofre acidente na estrada de Posto da Mata

O cantor Júlio Nascimento e alguns integrantes da banda dele se envolveram em uma acidente na madrugada deste sábado (22), na BR 101, quando voltavam de um show em Itabatã, distrito de Mucuri-BA.

Segundo a imprensa local, o motivo do acidente foi um animal na via. O carro, conduzido pelo cantor, acabou caindo em uma ribanceira, próximo do Posto Abrolhos, no sentido Teixeira de Freitas.

“Só quero pedir as autoridades dessa região um pouco mais de atenção. Tenha um pouco mais de amor e zelo pelas vidas que trafegam por essas estradas. Eu não fui vítima por uma questão de segundos”, lamentou o artista em entrevista ao site Canal 33.

No veículo com o cantor, um Fiat Freemont, estavam o empresário Tavinho de Rancho Alegre, além do tecladista e guitarrista da banda. Em outro veículo, estava a produção do artista.

“Aquele momento não sai da cabeça. Foi assustador a cena que vivi naquele instante. Foi questão de segundos… Quando puxei aquele volante não pude pensar em nada… Só sair daquela situação”, disse o empresário que estava no carona. Uma das rodas do carro ficou destruída. Os ocupantes tiveram ferimentos leves e passam bem. (Bocão News)

Mulher joga álcool e ateia fogo no marido em Jacobina

Neste sábado, 22 de outubro de 2016, um homem de 34 anos foi transferido do Hospital Municipal de Jacobina para Salvador, com queimaduras de segundo grau.

Segundo informações, após uma discussão, a própria esposa do homem lhe jogou álcool e ateou fogo, causando queimaduras em pelo menos 30% do corpo da vítima, fato registrado no Bairro Caixa D’água.

Não há informações sobre a motivação do crime e a mãe do vitimando esteve na delegacia registrando um boletim de ocorrência. (Augusto Urgente!)

Alex Som morre em acidente de carro próximo a Quixabeira

Um homem conhecido com Alex Som, morreu na tarde deste sábado, 22 de outubro de 2016, ao capotar seu veículo próximo a cidade Quixabeira, quando voltava de um churrasco no povoado de Alto do Capim.

De acordo com informações Alex capotou seu veículo e foi arremessado do mesmo. A vítima ainda chegou a ser socorrida mas veio a óbito ao dar entrada na UPA de Capim Grosso.

No carro havia outras pessoas que sofreram apenas escoriações leves, um outro veículo que vinha atrás não se envolveu no acidente.

A vítima era muito conhecida na cidade de Capim Grosso, pois trabalhava no segmento de sons automotivos. O corpo de Alex se encontra na UPA e será encaminhado para o IML de Jacobina.(FR Notícias)

Jovem perde 45 kg e escreve livro sobre bullying: ‘Não é mimimi’

Vida foi horrível por dois anos durante a adolescência, conta jovem (Foto: Arquivo Pessoal/ Glauco Melchior)
Chamado de “baleia”, “rolha de poço” e outros apelidos durante a adolescência, o estudante de direito Glauco Melchior, de 21 anos, morador de Itapetininga (SP), usou os anos de bullying na escola como motivação para eliminar 45 quilos em um ano. Com 1,70 metro de altura, ele saiu dos 115 quilos e hoje pesa 70. Para retratar a história de superação, Glauco decidiu escrever um livro em que fala sobre o bullying que sofreu quando estava acima do peso. A ideia dele é lançar a obra, chamada “De Repente 115”, no ano que vem.
Jovem pretende lançar livro sobre história da vida
dele (Foto: Arquivo Pessoal/ Glauco Melchior)
“O livro é um bate-papo para que a pessoa que sofre bullying, assim como eu sofri, entenda que há alguém do lado dela. Eu consegui usar o bullying como motivação para emagrecer, mas muita gente não consegue. E isso é coisa séria. Tem gente que já se suicidou por isso. Não é frescura ou coisa da ‘geração mimimi’, como muita gente fala nas redes sociais. O livro está sob avaliação de editoras e tem 85 páginas”, afirma.

Os apelidos ofensivos foram dados quando ele tinha entre 15 e 17 anos e estudava em Itapetininga. “Além dos apelidos, tanto amigos, colegas, quanto alunos com quem nem conversava, batiam o pé quando andava para aumentar o som dos meus passos. Eram em torno de umas 15 pessoas. O irônico é que hoje estou magro e alguns deles gordos. Mas nunca poderia fazer o mesmo que eles fizeram”, comenta

Segundo Glauco, por dois anos a vida tornou-se “horrível” devido ao bullying. “Sofri em silêncio. Para as outras pessoas demonstrava estar bem. Era algo íntimo. Nem mesmo minha mãe sabia, porque ela já tinha os problemas dela e não achava justo dar mais um. Fato é que não tive uma adolescência normal, por exemplo, de namorar. Porém, se precisasse passaria por tudo de novo”, diz.

De acordo com ele, foi quando viu que pesava 115 quilos, aos 17 anos, que resolveu emagrecer. “Sempre fui uma criança ‘fofinha’, não chegava a ser gorda. Aí com 13 anos, e não sei o porquê, comecei a engordar muito. Na adolescência eu não pesava, era avesso à balança. Perguntava para minha mãe e ela, coitada, desconversava, dizia que eu era grande. Não achava que pesava tanto quando subi na balança e vi marcar 115.”

Estudante emagreceu 45 quilos em um ano na adolescência (Foto: Arquivo Pessoal/ Glauco Melchior)

Emagrecimento
Decidido a perder peso, o rapaz iniciou o processo de reeducação alimentar e exercícios físicos. O começo foi difícil, lembra o estudante. “Nossa, quantas vezes já chorei com vontade de comer mais. Quantas vezes, no início, peguei a comida ainda na panela escondido. Não é fácil, do dia para a noite, até hoje em dia, três anos depois de emagrecer, continuo com acompanhamento nutricional”, ressalta.

Em oito meses conseguiu perder 35 quilos e mais 10 quilos em quatro meses, ou seja, 45 quilos em um ano. Atualmente, após três anos que emagreceu, os hábitos alimentares do começo não são mais difíceis. Há seis anos não bebe mais refrigerante, os pães com muçarela e presunto no café da manhã foram trocados por leite desnatado e pão integral; no almoço a opção é arroz integral com frango e os hambúrgueres, pastéis e pizza comuns no passado são raros atualmente.

“Hoje eu gosto das comidas menos calóricas. O meu próprio gosto mudou. Vou à academia porque me sinto bem. Anos atrás era como se eu ouvisse as piadas para me motivar a fazer a escolha certa, mas atualmente não é mais uma obrigação. Comer era um vício. Eu não tinha fome e, sim, vontade de comer. Só que desapeguei. Desapeguei do vício. Desapeguei da gula”, completa. (G1)

Ir à academia e comer bem não depende mais do bullying, diz ele (Foto: Arquivo Pessoal/ Glauco Melchior)

Colisão entre moto e carro deixa duas vítimas fatais entre Mairi e Várzea da Roça

Na manhã deste sábado, 22 de outubro de 2016, aconteceu uma colisão envolvendo uma S10 preta, de cabine dupla e uma moto, na BA-130, entre Mairi e Várzea da Roça.
De acordo com as primeiras informações, o motorista da S10 com placa NJZ-7762 de Goiânia-GO e o condutor da moto de prenome Joilson que mora em Várzea da Roça, morreram no local.
O acidente aconteceu nas proximidades da curva do Salomão, entre o Posto Planalto e Mairi. Joilson era da Minamac, loja de material de construção, em Várzea da Roça. (Blog do Agmar Rios)

Aguardem mais informações…

Cachorros matam 33 Ovelhas na Região de São José do Jacuípe-BA

Produtores Rurais da Região do Distrito de Itatiaia, São José do Jacuípe-BA, continua sofrendo constantes prejuízos, devido a ataques de Cães ao seus rebanhos de ovelhas.

Na noite do último dia 20 (quinta), cachorros atacaram a Fazenda Caldeirão da Chapada de propriedade do Senhor Joel de Sousa Costa, provocando grandes estragos no rebanho ovino. Vários animais foram sangrados até a morte, mordidos, estrangulados ou sofreram grandes sequelas.

Segundo relatos de Produtores da localidade, cerca de 33 ovelhas já foram atacadas por cães somente nessa última semana, o que tem provocado grandes prejuízos financeiros e econômicos para os produtores e criadores de ovinos da região do distrito.

Esses problemas já arrastam por tempos na vida dos produtores da região do distrito de Itatiaia e os mesmos relatam que não sabem mais o que fazer pra evitar ou amenizar tamanhos prejuízos causados nas suas propriedades. Resta somente a polícia investigar e o ministério público tomar uma providência cabível. (Portal Capim Grosso / Fotos: Luiz Carlos)