Celulares roubados serão bloqueados pela Polícia na Bahia

A Polícia Civil da Bahia é a primeira a utilizar no país o Cadastro de Estações Móveis Impedidas (CEMI), sistema da Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR-Telecom) para o bloqueio de aparelhos celulares, em caso de furtos e roubos. Um Núcleo de Estações Móveis Impedidas (NEMI) para o bloqueio de celulares começou a funcionar, nesta sexta-feira (18), na sede do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), na Piedade.

O núcleo contará com uma equipe treinada na ABR-Telecom, no Rio de Janeiro, para utilizar o CEMI. Na primeira fase, serão bloqueados apenas aparelhos sem vinculação com linhas telefônicas, que ainda não foram habilitados, oriundos de roubos de cargas ou assaltos em lojas de varejo. As ocorrências serão registradas em qualquer delegacia da Bahia e em seguida encaminhadas ao NEMI, que efetuará o bloqueio dos aparelhos.

De acordo com o diretor do DCCP, delegado Moisés Damasceno, um estudo realizado pela polícia, a partir da observação dos números de registros de ocorrências envolvendo passageiros de ônibus, clientes em restaurantes e assaltos a grandes varejistas, permitiu perceber que o celular é utilizado como principal moeda de troca e motivador da maioria dos crimes patrimoniais.

“Esse dado levou a Segurança Pública a pensar estratégias para bloquear o aparelho e torná-lo inutilizável para o possível receptador”, explicou Damasceno. A Polícia Civil de São Paulo iniciou as ações nesse sentido, solicitando o bloqueio às operadoras, mas encontrou dificuldades na operacionalização.

Inicialmente, as operadoras exigiam o número de IMEI do aparelho, uma sequência com 15 números, registrada no próprio aparelho ou na embalagem, raramente guardada pela vítima. Além disso, as operadoras de telefonia não aceitavam bloquear aparelhos que não estivessem vinculados a uma linha, como os celulares roubados em lojas e oriundos de roubos de cargas.

Um grupo de trabalho, integrado pela Anatel, polícias civis de vários estados, operadoras de telefonia, Polícia Federal e ABR-Telecom passou a discutir o acesso das polícias judiciárias diretamente ao CEMI, para cadastrar os bloqueios. Além da Bahia, São Paulo, Espírito Santo e Mato Grosso também devem passar a utilizar CEMI. Conforme nota da Ascom – Polícia Civil.

Deputado quer proibir uso de animais em carroças, charretes e similares na Bahia

Um projeto apresentado pelo deputado estadual Marcell Moraes (PV) na Assembleia Legislativa da Bahia quer proibir em solo baiano o uso de animais em veículos como carroça, charretes e outros meios similares, sejam para uso pessoal ou finalidade lucrativa.

“Os veículos de tração de carga realizada por animais serão apreendidos e remetidos a destino indicado pelo órgão ambiental da administração (Sema)”, diz um trecho do projeto, que prevê ainda o encaminhamento dos animais para o centro de zoonoses do município o caso ocorrer. A liberação do veículo só acontecerá mediante pagamento de multa.
O deputado, que tem o lema de defensor dos animais, afirma que os animais são utilizados como meio de transporte ao tempo em que são submetidos a condições de maus-tratos. “Muitos deles chegam a ter a vida ceifada por conta do tratamento grotesco a que são expostos”, argumenta o verdista.
(Fotos: Jornal A Nossa Voz e Bocão News)

Morre ex-governador da Bahia, Lomanto Júnior

Faleceu na noite desta segunda-feira (23), aos 90 anos o ex-governador da Bahia, Antônio Lomanto Júnior após lutar contra uma insuficiência renal. O gestor estadual ficou internado no Hospital Português no mês de outubro desse ano após dar entrada com um quadro de de infecção urinária que desencadeou para a insuficiência renal. Ele governou o estado baiano entre os anos de 1963 e 1967. O velório será amanhã no palácio da aclamação.

Bahia: homem é preso suspeito de matar, perfurar órgãos genitais e cortar língua de adolescente


Um vendedor ambulante foi preso suspeito de ter matado uma garçonete de 17 anos, com requintes de crueldade, no município de Santa Cruz Cabrália, localizado no sul da Bahia. O corpo da vítima foi encontrado em um terreno baldio, enrolado em uma lona amarela e com um saco na cabeça. De acordo com informações da delegada responsável pelo caso, Teronite Bezerra, antes de morrer, a menor foi torturada.

— Ela teve parte da língua cortada e os órgãos genitais foram perfurados. Tudo leva a crer que ele bateu a cabeça dela na parede, pois tinha marcas de sangue espalhadas pela casa e paredes. Uma testemunha informou à polícia que viu Jaíne de Souza Nascimento entrar na casa do vendedor de coco e caldo de cana, Auto Galdino e Lemos, conhecido como Jabuti, 50 anos, porém, não a viu sair. Após cometer o crime, o homem bateu na porta de uma vizinha, muito nervoso, dizendo que teria que ir embora, pois o irmão dele iria passar por uma cirurgia urgente. Auto Galdino deixou R$ 10,00 para um rapaz comprar ração para os passarinhos que criava e R$ 30,00 para ele tomar conta da casa, além de dizer que o jovem poderia tomar os cocos e chupar as canas que estavam na casa. Em seguida, o homem fugiu em um carro, com o corpo da vítima enrolado em uma lona, mesmo material usado para vender as canas. Quando souberam do crime, populares tentaram invadir a casa do ambulante, para saquear e queimar o imóvel, entretanto, foram impedidos pela polícia.

Vinte e um dias após o crime, o homem se apresentou na delegacia da cidade com uma advogada e foi verificado que havia um mandado de prisão contra ele em aberto. Em depoimento, o suspeito negou o crime e disse nunca ter visto a garçonete. Questionado sobre uma testemunha ter visto a menor entrar na casa dele, Auto disse que um homem esteve em sua residência para instalar uma antena parabólica e que um chaveiro, com algumas chaves, havia sumido. A delegada trabalha com algumas linhas de investigação: vingança ou crime passional. (R7 BA)

Bahia: Terra treme nos municípios de Ibicuí, Itororó, Iguaí, Firmino Alves e Nova Canaã

A terra tremeu nos municípios de Ibicuí, Itororó, Iguaí, Firmino Alves e Nova Canaã, todos da região sudoeste da Bahia, na madrugada desta sexta-feira (6). A informação é do site Políticos do Sul da Bahia. O tremor assustou moradores das cidades e deixou marcas em diferentes áreas.
Segundo dados do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), a magnitude do tremor no município de Iguaí foi de 3.16 mR. O tremor de terra causou poucos danos e ninguém ficou ferido. Uma das causas do tremor pode ter sido a acomodação do solo por causa da falta de chuva na região. (Itapetinga Repórter)

Menino de 12 anos é estuprado por cinco adolescentes dentro de escola na Bahia

Um menino de 12 anos foi estuprado por outros cinco garotos, com idades entre 11 e 14 anos, dentro da Escola Municipal Ivo Hering, que fica no Centro de Luis Eduardo Magalhães, no Extremo-Oeste da Bahia. O crime aconteceu na manhã da última segunda-feira (26), mas só foi divulgado pela polícia nesta sexta-feira (30).
O menino foi levado para o banheiro da escola, onde foi cercado pelos cinco garotos. De acordo com o Conselho Tutelar do município, um dos agressores ficou de vigia na porta do banheiro para evitar a entrada de outros estudantes.

“Ele tentou pedir socorro, mas um dos adolescentes tapou a boca da vítima com as mãos”, disse a conselheira Eugênia Vilanova. O menino foi agredido com socos em várias partes do corpo e estuprado. Logo após a agressão, o menino foi para casa, onde contou para a família sobre o ocorrido.

Na manhã de terça-feira (27), o menor retornou para a escola acompanhado da mãe. Depois de contar sobre o estupro, a diretoria da escola acionou o Conselho Tutelar, que ouviu o garoto e o encaminhou para o Instituto Médico Legal (IML) de Barreiras para fazer exame de corpo de delito.
Segundo Eugênia Vilanova, o exame comprovou o estupro. “Como se trata de um caso emergencial, o laudo deve ficar pronto em uma semana. Mas o médico que atendeu a vítima constatou que havia lesões na região anal e confirmou o abuso”, explicou.

Troca de escola

Após o exame, o menino de 12 anos foi encaminhado para Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do município, onde passou por uma avaliação psicológica. Ele seguirá recebendo o atendimento uma vez por semana. A família do garoto optou por tirar o menino da escola onde aconteceu o ataque e matriculá-lo em outra unidade escolar do município.

Os garotos apontados como agressores também foram acompanhados pelo Conselho Tutelar até a delegacia, onde foram ouvidos pelo delegado Ricardo Almeida Luz e liberados. Eles também estão recebendo o atendimento do Creas por conta do envolvimento em um ato infracional.

O delegado Ricardo Luz solicitou ao Ministério Público a internação de um dos garotos apontados pela vítima. “Ele seria o mentor da agressão e responsável pela penetração”, explicou a conselheira tutelar. (Jornal Correio)

Horário de verão começa neste domingo em 11 estados brasileiros

No próximo domingo (18), à meia-noite, milhões de brasileiros terão que adiantar os relógios em uma hora. O início da temporada 2015/2016 do horário de verão afetará os estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná, de São Paulo, do Rio de Janeiro, Espírito Santo, de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal. O principal objetivo da medida é, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a redução da demanda no período de ponta, entre 18h e 21h. A estratégia é aproveitar a intensificação da luz natural ao longo do dia durante o verão para reduzir o gasto de energia. Entre os meses de outubro e fevereiro, os dias têm maior duração em algumas regiões, por causa da posição da Terra em relação ao Sol, e a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada. Segundo dados do Ministério de Minas e Energia (MME), o horário de verão representa uma redução da demanda, em média, de 4% a 5% e poupa o país de sofrer as consequências da sobrecarga na rede durante a estação mais quente do ano, onde o uso de eletricidade para refrigeração, condicionamento de ar e ventilação atinge o pico. A assessoria de imprensa do ONS informou à Agência Brasil que a estimativa de economia para o horário de verão 2015/2016 será divulgada nos próximos dias e não deve ser muito diferente do ano passado. O horário brasileiro de verão começa sempre no terceiro domingo do mês de outubro e termina no terceiro domingo de fevereiro do ano subsequente, exceto quando coincide com o carnaval, caso em que é postergado para o domingo seguinte. Apesar da pressão sofrida pelo trade turístico, o governo da Bahia decidiu não adotar o horário de verão este ano. (Bahia Notícias))

Homem é preso em moto e puxado até a delegacia na Bahia

Um vídeo vem circulando pelas redes sociais onde mostra ação de policiais da 15ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), de Itapuã, que algemaram um homem suspeito na moto da corporação e depois saíram puxando o rapaz até chegarem a uma delegacia.
De acordo com informações da assessoria de comunicação da Polícia Militar, os policiais envolvidos no fato foram identificados e um procedimento disciplinar foi aberto para apurar a conduta dos policiais militares. Em nota, a assessoria de comunicação da Polícia Militar, não informou quando o fato ocorreu e nem o motivo pelo qual o suspeito foi preso, mas ressaltou que a atitude dos policiais não corresponde ao procedimento da corporação. [Rastro 101] Vídeo abaixo:

Seita religiosa obrigava fiéis a trabalhar como escravos na Bahia

A Polícia Federal deflagrou, na madrugada desta segunda-feira (17), a operação “De Volta Para Canaã”, para desarticular uma organização criminosa que utilizava uma seita religiosa para exigir o patrimônio de seus fiéis, e submetê-los a trabalhos forçados, em situação análoga a de escravos. A ação foi realizada em cinco municípios da Bahia, além de São Paulo e Minas Gerais.Os investigadores estimam que o patrimônio recebido em doação dos fiéis chegue a pouco mais de R$ 100 milhões. Cerca de 190 policiais federais cumpriram 129 mandados judiciais, sendo 6 de prisão temporária, 6 de busca e apreensão, 47 de condução coercitiva e 70 de sequestro de bens. Na Bahia, as cidades afetadas são Remanso, Marporá, Barra, Ibotimara e Cotegipe. As investigações apontaram que os dirigentes da seita religiosa mantinham pessoas em regime de escravidão nas fazendas onde desenvolviam suas atividades e rituais religiosos.

Os fiéis, ao ingressarem na seita, eram convencidos a doar seus bens sob o argumento da convivência em uma comunidade onde “tudo seria de todos” e, em seguida, obrigados a trabalhar sem qualquer espécie de pagamento. Os envolvidos responderão pela prática dos crimes de redução de pessoas à condição análoga à de escravo, tráfico de pessoas, estelionato, organização criminosa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. O nome da operação é uma referência bíblica à terra prometida por deus a seu povo.

Bahia: 160 dos 417 municípios do estado não têm delegado

Secretário Maurício Barbosa falou para cerca de 40 prefeitos durante encontro - Foto: Joá Souza | Ag. A TARDE
Um de cada três municípios da Bahia não tem um delegado de Polícia Civil atuando nas atividades de investigação criminal. No total, 160 cidades baianas estão sem estes profissionais, o que representa cerca de 38% do total de municípios no estado (417).
A informação é do secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, que expôs os dados, nesta quinta-feira, 16, durante o seminário Os Municípios e o Seu Papel na Segurança Pública, realizado no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

“É uma realidade muito ruim. A investigação faz parte de um processo de redução dos índices criminais, mas essa é uma realidade que nos assola há alguns anos”, disse Barbosa, durante apresentação sobre a segurança pública no estado, aos cerca de 40 prefeitos que participaram do evento.
O problema, ressaltou o secretário, será resolvido parcialmente com a nomeação dos cerca de 900 profissionais, entre delegados, investigadores e escrivães, que vão iniciar, em agosto, o curso de formação. Deste total, cerca de 100 são delegados. Segundo ele, o estado está fazendo uma reengenharia para definir as cidades às quais os profissionais serão encaminhados.

“Há cidades que estão próximas uma da outra. Vamos tentar, pelo menos, fazer com que a presença dos policiais civis esteja de 20 km a 30 km de uma cidade a outra. (A reengenharia) Já está sendo feito junto com a inteligência”, revelou.

Barbosa ainda contou que concursos para escrivães e investigadores, em 1997, e para delegado, em 2000, foram judicializados, o que dificultou a realização de novos processos seletivos. “O concurso foi tão malfeito que tivemos uma série de demandas judiciais, que nos impediam de realizar novos concursos”, afirmou ele, ressaltando que serão formados também cerca de 160 peritos técnicos. Após esse processo, o último concurso foi realizado em 2012.
Gongogi, no sul da Bahia, é um dos locais que não possuem delegado. O profissional que atende na cidade é o de Itacaré (a 78 km de Gongogi). Esta situação se repete em outros municípios.

“Ele comparece uma vez por semana para atender as ocorrências. Também não há investigador, e o escrivão é profissional da prefeitura”, contou o prefeito Altamirano de Jesus Santos, conhecido na cidade como Sapão.

Situação

“O que víamos nos filmes de bangue-bangue, hoje estamos sofrendo na pele nas cidades do interior. O crime chegou a todos os municípios, que estão agonizando, e as pessoas estão desesperadas. Está difícil morar no interior”.

A afirmação é de Alberto Muniz, prefeito de Utinga (Chapada Diamantina) e resume as queixas dos gestores municipais que participaram do seminário. Aumento do efetivo policial, melhoria da infraestrutura de delegacias e viaturas, combate ao tráfico de drogas e aos crimes de ataque a bancos no interior do estado estiveram na pauta de reivindicações dos prefeitos (leia mais abaixo).
Além da convocação dos profissionais da Polícia Civil, Maurício Barbosa também destacou que cerca de 1.800 policiais militares estão em treinamento e deverão começar a atuar no próximo ano. De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, cerca de 1.200 deste total irão atuar no interior. Sobre viaturas, ele informou que está em andamento uma licitação para a aquisição de 1.100 novos veículos até o final do ano.

Destacou, também, a atuação do recém-criado Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil, que atua no combate aos delitos contra instituições financeiras, entre outras atribuições.

“A demanda de segurança pública é muito presente, porque o fenômeno criminal se intensificou muito nos últimos anos. Nessa junção de esforços, temos que trazer também o governo federal nesse propósito de financiar a segurança pública”, afirmou o secretário.

Destacou que, desde 2011, 650 criminosos envolvidos em assaltos a bancos já foram presos no estado, sendo 76 em 2015. Além disso, nos últimos quatro anos, a polícia conseguiu desarticular 82 quadrilhas especializadas nessa modalidade criminosa.