Bahia tem a quinta melhor média do Enem no Brasil; Feira de Santana lidera na Bahia

A Bahia jogou bem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. De acordo com levantamento realizado pelo CORREIO com dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), o estado ocupa a quinta posição do ranking nacional, com média de 527,9 pontos nas quatro provas objetivas — Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Matemática. 
A Bahia, que teve 557 escolas com notas divulgadas,  ficou atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Minas Gerais (veja ao lado). A média nacional foi de 522,17 pontos. As notas foram calculadas pela média de notas de todas as escolas dos estados,  particulares e públicas. Ao todo, foram 14.715 escolas em todo o país.
Desmembrando a nota da Bahia entre particulares e estaduais, a vantagem das instituições privadas é gritante:  564,35 pontos contra 476,02 de média. As escolas particulares ou estaduais representam 97% das instituições do país — os outros 3% são de escolas municipais e federais.
Melhores da Bahia
Individualmente, a escola da Bahia com melhor desempenho foi o Colégio Helyos, de Feira de Santana, com média de 731,39 pontos, quase 50 pontos a mais do que o vice, o Anchieta, de Salvador (confira a tabela dos dez melhores ao lado). A escola de Feira ficou na 22ª posição no ranking individual nacional, enquanto o Anchieta foi o 139º. O melhor desempenho do país ficou com o Colégio Objetivo, de São Paulo, que obteve média de 778,51 pontos. 
O Inep começou a divulgar os resultados para as escolas desde o dia 1º de dezembro. Uma das responsáveis pela coordenação geral do Ensino Médio no colégio Helyos, em Feira de Santana, cuja nota está no topo das 10 melhores da Bahia, afirma que a boa colocação vem sendo mantida desde que o primeiro ranking foi divulgado. 
“O que nós tentamos fazer é um trabalho cotidiano. Não existe fórmula do sucesso. Temos uma equipe de professores, coordenadores e demais profissionais engajada. Somos uma escola pequena”, explica Patrícia Moldes. O Helyos teve 47 alunos realizando Enem em 2013. Para efeitos de comparação, o vice, Anchieta, teve 367 candidatos no exame. 
Ainda segundo Patrícia, a escola passou a se concentrar no Enem desde que a Universidade Federal da Bahia (Ufba) adotou a prova como porta de entrada para alunos em busca de uma vaga no ensino superior.   
No interior, também em Feira, o Colégio Acesso obteve média 677,42 e em Santo Antonio de Jesus, a Escola Nobre conquistou nota geral 660,53 e ficou na 10ª posição no estado.  
Em Salvador, em ordem de destaque, outros cinco colégios particulares estão entre os 10 melhores: Oficina (680,88), Integral (675,98), Gregor Mendel (675,98), Marista de Patamares (672,80) e o Anglo Brasileiro (672). 
Apenas uma escola pública está entre as dez que tiveram destaque no Enem de 2013. O Colégio Militar obteve média 666,59 e ficou em 9º lugar entre os 10 melhores do estado. A assessoria da Polícia Militar não localizou nenhum gestor para comentar sobre o assunto.
A Secretaria de Educação do Estado (SEC) informou que ainda está analisando os números divulgados e que não poderia se posicionar sobre o rendimento das escolas estaduais até se inteirar sobre os números. 
Colégio Helyos, em Feira de Santana, mais uma vez campeão do Enem na Bahia (Foto: Divulgação)
Redação
Considerando a média da prova de Redação, a Bahia ficou em quarto lugar nacional. com 554,08 pontos, somando-se a rede pública e privada. Também neste quesito, o Colégio Helyos, de Feira de Santana, obteve o melhor desempenho do estado, com nota 811,06 (11º no ranking nacional).
A melhor escola do país foi a Coleguium, de Belo Horizonte, com média de 869 pontos. Na prova de Redação, a curiosidade fica pelo destaque das escolas do interior. Das 10 primeiras colocadas, seis são de fora da capital.
Além do Helyos, se destacaram o Centro de Ensino Médio, de Teixeira de Freitas (2º colocado, com 745,71 pontos); o Nanci Lima de Freitas, de Irará (5º, 734,29), Lavoisier, de Cruz das Almas (6º, 731,00), Acesso, de Feira de Santana (8º, 726,11) e Nobre, de Santo Antônio de Jesus (9º, 721,25). As escolas de Salvador com destaque nessa lista foram o Integral (3º), Oficina (4º), Gregor Mendel (7º) e Anglo Brasileiro (10º). A média nacional da Redação foi de 536,85 pontos. (*Correio)

Direcs deixam de existir na estrutura da Educação

As 33 Diretorias Regionais de Educação deixarão de existir no próximo governo. O estado passará a administrar a Educação a partir de 20 núcleos. “A melhoria na Educação não será apenas na estrutura, mas na qualidade do serviço. Quero acompanhar de perto e inclusive participar de reuniões com os pais e professores”, disse Rui.
 
Na nova estrutura da Secretaria de Educação (SEC), o Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) será administrado pela SEC. De acordo com o governador eleito, o órgão passa a ser educativo, pois não há condições de disputar com outros veículos de comunicação. O Irdeb era administrador pela Secretaria de Comunicação. 
Continuam na estrutura da SEC, o Instituto Anísio Teixeira e as universidades estaduais. 

Utinga: Paralisação dos professores da rede municipal acontecerá na próxima segunda-feira

Os professores de rede municipal de ensino de Utinga, no centro sul baiano, decidiram em assembléia realizada nesta quinta-feira 20, paralisar suas atividades na próxima segunda-feira 24. De acordo com a Associação dos Professores e Profissionais em Educação de Utinga – APPEU/APLB – Sindicato, a entidade estará encaminhando ao executivo uma proposta de assinatura de um termo de ajuste de conduta, que possa ser assinado por ambas as partes se comprometendo com uma data limite para a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério, bem como, o acesso à folha do FUNDEB.

Comunicado da APPEU/APLB

Em ASSEMBLEIA GERAL realizada nesta quinta-feira, dia 20-11-2014 às 18:00h no auditório da Escola Edimônica, os PROFESSORES decidiram de forma UNÂNIME por uma PARALISAÇÃO no dia 24-11-2014 (segunda-feira). Nesse dia estaremos encaminhando ao executivo uma proposta de assinatura de um TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA que possa ser assinado por ambas as partes se comprometendo com uma data limite para a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério, bem como, o acesso à folha do FUNDEB.
Salientamos ainda que, não temos a intenção de prejudicar o andamento do ano letivo e que, se necessário for, podermos repor futuramente o dia da PARALISAÇÃO.
Contudo, estamos convictos de que temos o direito de lutar e reivindicar por melhorias nas condições de trabalho e remuneração dos PROFESSORES UTINGUENSES.

Atenciosamente,
UEMERSON NASCIMENTO SANTOS
PRESIDENTE DA APPEU/APLB-SINDICATO

Trabalhadores em Educação de Andaraí estão em greve por tempo indeterminado

Profissionais da educação do município de Andaraí entraram em greve por tempo indeterminado desde a última segunda-feira (13), apresentando a principal reivindicação que é a aprovação do plano de cargos e salários. A paralisação foi determinada pelo núcleo da APLB-Sindicato de Andaraí que desde o ano de 2013 vem negociando com a gestão municipal a aprovação do Plano de Carreira, documento que garante e regulamenta condições de trabalho mais adequadas para a categoria, e que está previsto na lei 11738. No último encontro realizado no dia 26 de agosto de 2014 houve o ajuste da proposta, onde se chegou a um acordo em comum. No entanto, até hoje o Plano de Carreira não foi enviado para Câmara de Vereadores de Andaraí para ser votado e aprovado.
Os trabalhadores ressaltam ainda que nenhum aluno será prejudicado quanto aos dias letivos. Após a greve as aulas serão repostas.

CARTA ABERTA
Por que estamos em greve?
A APLB – Sindicato dos Trabalhadores em Educação – vem explicar à sociedade andaraiense os motivos pelos quais os profissionais da educação concursados deste município estão em greve. Esta greve objetiva a construção de uma educação de qualidade por meio da valorização do trabalho dos profissionais da educação. Para isto, os educadores estão reivindicando a aprovação do Plano de Carreira Municipal, documento que garante e regulamenta condições de trabalho mais adequadas para a categoria, e que está previsto na lei 11738.
O nosso movimento começou oficialmente em outubro de 2013, quando protocolamos uma proposta de Plano de Cargos e Salários dos Trabalhadores em Educação na Secretaria de Educação de Andaraí. Desde então, foram realizadas várias reuniões, com o intuito de revisar e finalizar o Plano, a partir das negociações entre representantes do sindicato, das unidades escolares e gestão municipal. No último encontro realizado no dia 26 de agosto de 2014 houve o ajuste da proposta, onde se chegou a um acordo em comum. No entanto, até hoje o Plano de Carreira não foi enviado para Câmara de Vereadores de Andaraí para ser votado e aprovado.
Os dias de trabalho da greve serão repostos após o fim do movimento, o que dependerá do diálogo e das negociações feitas entre o poder público e o sindicato. Entendemos as dificuldades que uma greve traz para todos nós e um comunicado é muito pouco para informar e realizar o diálogo necessário com as famílias e com toda a sociedade civil, mas desejamos a sua compreensão.
Acreditamos que a construção de uma educação de qualidade é uma tarefa de todos nós, de toda a sociedade!
Agradecemos e contamos com o apoio de todos e todas!
Profissionais da Educação de Andaraí.

NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL
NOTIFICANTE: APLB- SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA- NÚCLEO DE ANDARAÍ
NOTIFICADA:  MUNICÍPIO DE ANDARAÍ- ATRaVÉS DO SEU REPRESENTANTE LEGAL O EXMO.SR.PREFEITO WILSON PAES CARDOSO
NOTIFICAÇÃO DE GREVE
Pelo presente instrumento particular e na forma admitida em direito, o NOTIFICANTE, por seu representante legal que esta subscreve, vem formal e respeitosamente NOTIFICAR, conforme determina a Lei 7 783/89 sobre o movimento greve que pretende deflagrar a partir do dia 13 de outubro de 2014, às 8 horas, em razão dos fatos que a seguir passa a expor:
A NOTIFICANTE  é a legitima representantes dos trabalhadores em educação do Município de Andaraí e nesta condição vem desde o ano de 2013— tentando negociar uma pauta de reivindicações com o Município, através dos seus representantes legais e até  a presente  data seus esforços em negociar se mostraram infrutíferos.
A Principal reivindicação: Aprovação do Plano de Cargos e Salários dos Trabalhadores em Educação SENDO O MESMO discutido a negociado com os representantes da categoria tal reivindicação poderia facilmente ser atendida pelo Município, face a sua razoabilidade e por se encontrar dentro das condições de atendimento pelo Notificado conforme ficou evidente nos encontros de negociações entre este sindicato essa administração, conforme atas em anexo.
Desde o final do ano passado foi encaminhado a proposta elaborada pela APLB do Plano de Cargos e Salários, de acordo com a Lei 11738 (Fundeb) que diz que os municípios deverão fazer ou reformular os seus planos, e a resolução 02 de 2009 (Diretrizes para elaboração dos planos, de cargos e salários), porém a gestão municipal agindo por conveniência e por morosidade  passou um ano tentando adiar a aprovação da referida lei. Diante disso, esse sindicato marcou uma assembleia com todos os trabalhadores em educação e expôs a situação. Nesse encontro ficou decidido que os Trabalhadores de Educação entraria em greve caso as reivindicações não fossem atendidas, pois a administração por conveniência se recusa a enviar a proposta discutida para o legislativo.
O Plano de Carreira é um instrumento fundamental para a valorização dos profissionais da Educação, e consequentemente um instrumento para melhoria da qualidade de ensino no nosso município.
Desde o ano de 2013 a NOTIFICANTEquando apresentou sua pauta ao Notificado, vem realizando todos os esforços no sentido de conseguir uma negociação visando o seu atendimento.
Ressaltamos ainda que no último encontro com os representantes da prefeitura e deste sindicato, após fazer levantamento de dados, comparação e estudo da folha analítica ficou registrado em ata que o município teve até o dia 10 de setembro de 2014 para dar uma decisão para o sindicato.
Para a nossa surpresa ao invés de enviar o Projeto de Lei que há um ano esta sendo discutido para o legislativo. A administração nos encaminhou um oficio de n° 299/2014 no qual a alegaria que só trataria do plano após a eleição. A eleição não era municipal, não tem nenhuma Lei que proíba o envio de Projeto de Lei Municipal quando for eleição Estadual ou Federal, no entanto mesmo sabendo que o envio do projeto não representaria nenhuma irregularidade. Aguardarmos, porém não podemos ser manipulados mais uma vez.
É bom destacar que em decisão, amplamente divulgada pela impressa o Supremo Tribunal Federal entendeu que se aplica aos servidores públicos a Lei 7.783/89 que regulamenta o direito de greve garantido constitucionalmente.
No que pese a importância social da educação a atividade não esta relacionada entre as consideradas essenciais pela referida Lei, em se tratando de limitação de direito e aplicação de penalidade não cabe interpretação extensiva ou analógica da referida norma. Portando não se pode aplicar as limitações impostas aos trabalhadores em atividades essenciais aos servidores da educação.
A tentativa de constranger os servidores a comparecerem ao trabalho através de qualquer meio, inclusive ameaça e também a tentativa de frustrar a divulgação do Movimento Grevista é uma violação Lei, e os responsáveis  responderão perante o poder judiciário.
Ainda informamos que a decisão de greve foi tomada soberanamente pela Assembleia Geral, realizada no dia 06 de outubro de 2014 em conformidade com o previsto na norma estatutária.
 Isto posto, ante o direito NOTIFICANTE e seus associados em deflagrar movimento grevista vem notificar que no  dia 13 de outubro de 2014 toda a categoria dos profissionais em educação paralisarão suas atividades e  só retornarão após o atendimento  de suas reivindicações ou realizada uma negociação frutífera.
Caso sejam atendidas  integralmente as reivindicações acima elencadas os profissionais reconsiderarão  sua decisão de parar e esta notificação poderá ser desconsiderada.
A presente NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL, estampada em (três) lauda assinada e rubricada representa a salvaguarda dos legítimos direitos do NOTIFICANTE.
Atenciosamente,
Adriana Oliveira de Souza- Diretora Regional da APLB-Sindicato.
Luciana Xavier Silva – Diretora do Núcleo de Andaraí
 Andaraí, 07 de outubro de 2014
10262101_616411031802050_215479673318718451_n

Cartões de confirmação do Enem já estão disponíveis na internet

enem
Os cartões de confirmação de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem 2014 ) estão disponíveis a partir desta segunda-feira  (27) na internet. Para ter acesso, o estudante deve o informar o CPF e a senha escolhida na hora da inscrição.
Também a partir desta segunda, os mesmos cartões começam a chegar pelo correio, no endereço informado na inscrição.O documento de confirmação traz os dados pessoais do participante – nome, CPF, número de inscrição no Enem, data, hora e local das provas, opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol), necessidade de atendimento especializado ou específico (quando houver) e indicação de solicitação de certificação do ensino médio (se for o caso).Aqueles que acessarem o cartão pela internet deverão conferir as informações e imprimi-lo, se desejarem. Não é obrigatório levar o cartão no dia da prova. No entanto, é indispensável apresentar um documento de identificação com foto, como carteira de identidade ou de motorista.Segundo o instituto, quem não receber o cartão, não conseguir imprimir pela internet ou constatar erro no documento, deve entrar em contato com o atendimento ao participante, no  telefone 0800616161.Caso cartões enviados pelo correio sejam devolvidos, o Instituto Nacional de de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira entrará em contato com os candidatos por meio de SMS e mensagem eletrônica, por celular e e-mail.As provas do Enem serão nos dias 8 e 9 de novembro. Mais de 8,7 milhões se inscreveram para o exame. (Agência Brasil)

Ruy Barbosa: III Encontro Regional Estudantil de Arte, Ciência, Esporte e Cultura – FACE, TAL, PROVE, AVE e EPA

O III Encontro Regional Estudantil de Arte, Ciência, Esporte
e Cultura promovido pela Secretaria de Educação do Estado da Bahia e realizado
pela Diretoria Regional de Educação de Itaberaba –
DIREC 18,aconteceu neste domingo 14, na cidade de Ruy Barbosa.
Numa noite festiva, com
muita alegria e diversão, o público que compareceu à Praça Adalberto Ribeiro Sampaio pode apreciar os diversos talentos dos alunos da
Rede Estadual de Ensino, que na oportunidade apresentaram suas produções dos
mais variados gêneros literários: poema, crônica, literatura de cordel entre
outros. Na música, também não foi diferente, todos os ritmos e estilos
estiveram presentes no palco: forró, MPB, reggae, pop rock, gospel etc.

O evento consolida a etapa regional dos Projetos
Estruturantes desenvolvidos nas Unidades Escolares da Rede Estadual – AVE,
PROVE, EPA, TAL e FACE

Confira a classificação!
PROVE – Produção de Vídeos Estudantis
Título: Massacre Humano
Equipe Legião de Aprendiz
Colégio Estadual Professora Zenaide Barreto – Utinga
EPA – Educação Patrimonial e Artística
Título: Patrimônio Geográfico de Wagner
Equipe Murundus
CETEP – Chapada Diamantina – Wagner
AVE – Artes Visuais Estudantis
Obra: Filtrando Sonhos Com Mandalas
Autor: Diones Xavier de Souza
Colégio Estadual do Bonito – Bonito
Obra: Enquanto Se Finge Não Ver, O Mundo Sofrer
Autora: Tainara Pires dos Snatos
Colégio Estadual Professora Zenaide Barreto – Utinga
Obra: O Que Nos Revela o Futuro
Autoras: Iara Menezes dos Santos e Géssica Almeida Lima
Escola Raul Cajado – Iaçu
TAL – Tempos de Arte Literária
Título: Continente Irmão Separado Por Um Grão
Autoras e Interpretes: Jaqueline de Souza e Débora Hosana
Colégio Estadual José Américo – Itaetê
Título: Câncer
Autor: João Marcos Santos da Silva
Colégio Estadual Professora Delzair Galvão – Lajedinho
Título: Descompasso de um Coração
Autor e interprete: Mateus de Jesus Silva
CEMAN – Ruy Barbosa
FACE- Festival Anual da Canção Estudantil
1º Lugar – Aurélio Santos Nascimento – Itaetê
Titulo: Retalhos dos meus Brasis
2º Lugar – Isis Amorim – Itaberaba
Titulo: Sertão
3º Lugar – Bismark Costa Reis – Ruy Barbosa
Título: Sonho de um Gigante

(Blog do Léo Barbosa)

Escolas têm até 4 de agosto para aderir ao Mais Educação

Escolas públicas de todo o País têm até o dia 4 de agosto para aderir ao Programa Mais Educação, que oferece recursos para a oferta de educação integral. O prazo, que terminaria no dia 30 de junho, foi estendido pelo Ministério da Educação. Atualmente, 49 mil escolas participam do programa, e a meta échegar a 60 mil. A oferta de educação integral está também no Plano Nacional de Educação (PNE), que estabelece metas para o setor nos próximos dez anos. Segundo o plano, a educação integral, que atualmente chega a aproximadamente 30% das escolas públicas, deve atingir 50% das escolas, pelo menos. Além do programa federal, alguns estados e municípios oferecem os próprios programas. Pelo Mais Educação, as escolas são selecionadas com base em critérios como baixo índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb); escolas que têm entre seus estudantes, em sua maioria, filhos de famílias do Bolsa Família e escolas em regiões de vulnerabilidade social. A liberação de recursos financeiros é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola, e a adesão é pela internet. As escolas escolhem até cinco atividades nos macro-campos do programa, entre eles: acompanhamento pedagógico (obrigatório), educação ambiental, esporte e lazer, direitos humanos em educação, cultura e artes, cultura digital, promoção da saúde, comunicação e uso de mídias, investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica. A jornada da educação integral deve ser, no mínimo, de sete horas diárias ou 35 horas semanais. Durante o período em que estão na escola, os estudantes recebem três refeições. (Agência Brasil)

Prazo para matrícula da segunda chamada do Sisu termina hoje

Estudantes não convocados podem demonstrar interesse até o dia 7

Termina hoje (2) o prazo para que os selecionados na segunda chamada do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) façam suas matrículas nas instituições que escolherem e pelas quais foram aceitos. A lista dos estudantes selecionados está disponível no site do Sisu.
Os estudantes que não foram convocados em nenhuma das duas chamadas ou que foram selecionados pela segunda opção de cursos podem demonstrar interesse em participar da lista de espera até o próximo dia 7.
A participação na lista ocorre somente em relação à primeira opção do candidato.

Esta segunda edição do Sisu teve recorde de inscritos, com o total de 1.214.259 candidatos, 54% a mais em relação à mesma edição de 2013.

Cada estudante pôde fazer até duas opções de curso pelo sistema on-line. Assim, foram registradas 2.346.405 inscrições. O sistema oferece 51.412 vagas em 1.447 cursos de 67 instituições de educação superior federais e estaduais.

Aluno explode bomba dentro da lixeira no ônibus escolar em Mairi

Nesta segunda-feira, 02 de junho de 2014, por volta das 7h30min da manhã, um aluno explodiu uma bomba em um ônibus escolar na cidade de Mairi.
O fato aconteceu quando o transporte trafegava na Avenida Reverendo Josias Freitas Nunes, conhecida como Avenida Contorno, próximo a Som da Borracharia. 
Lixeira do ônibus destruída 
Por motivo dos alunos serem menores de idade, o Conselho Tutelar foi acionado para resolver a situação. De acordo com informações, um aluno comprou a bomba e passou para o colega explodir a lixeira.

Os menores que praticaram o ato, um é aluno da Escola Iracy Leal e o outro do Colégio Durval Silva. Os mesmos assumiram o crime.

O ônibus tem cerca de 02 anos de uso e já está com os bancos estragados e vidros quebrados por alguns alunos irresponsáveis que não querem saber de estudar, querem apenas fazer vandalismo.

Bancos do ônibus estragados por alunos
(Agmar Rios Notícias)

Professores da Chapada Diamantina(BA) fazem protesto em Brasília

Cerca de 500 educadores de escolas públicas da Chapada da Diamantina e do Semiárido baiano fizeram neste sábado, 17, em Brasília, um ato em defesa da educação. Vestindo camisetas do movimento Educação em Nossas Mãos, o grupo portava faixas e cartazes em que pediam mais investimentos no setor. A chegada de outros dois ônibus, com cerca de 90 pessoas, é esperada ainda hoje. O grupo chegou à capital federal de madrugada. Os manifestantes ocuparam uma das seis faixas do Eixo Monumental, uma das principais vias da região central de Brasília, e marcharam da Catedral Metropolitana até o Congresso Nacional. “Viemos a Brasília, centro decisório do país, com o intuito de influenciar nossos governantes”, disse à Agência Brasil a diretora do Instituto Chapada de Educação e Pesquisa, Cybele Amado de Oliveira, explicando que o grupo já fez outros atos no interior baiano. “Mas aqui estão o Congresso Nacional, os ministérios, todos [os órgãos e pessoas] que deveriam estar absolutamente voltados para a educação.” O grupo armou uma grande lona no gramado central da Esplanada, onde irá organizar uma série de debates. Na segunda-feira (19), os representantes do movimento têm reuniões agendadas com senadores. E esperam ser recebidos pelo ministro da Educação, Henrique Paim, a quem querem entregar um documento com algumas das principais propostas do movimento, como a vinculação do pagamento do Bolsa Família a resultados efetivos na escola além da frequência e a garantia legal de que programas e ações de governo, nas três esferas, tenham continuidade após mudanças de governo. Uma versão final do documento deverá ser entregue aos candidatos à presidência da República. “Estamos discutindo algo como uma lei que acabe com a descontinuidade que afeta a educação brasileira. Após cada eleição, principalmente municipais, aulas são paralisadas, a distribuição de merenda e material escolar é descontinuada, mudam-se programas e o transporte escolar é interrompido”, acrescentou

Cybele. Ao falar sobre as carências da educação brasileira, Cybele comentou a prisão, esta semana, dos prefeitos das cidades baianas de Fátima e de Sítio do Quinto, além de ex-prefeitos, vereadores, secretários municipais e funcionários públicos desses e de mais 18 municípios baianos, por suspeita de participação em um esquema que, segundo a Polícia Federal (PF), desviou pelo menos R$ 70 milhões dos cofres das prefeituras. Ainda de acordo com a PF, boa parte do dinheiro foi desviada do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Edução (Fundeb), entre 2009 e 2014. “Todo esse grupo aqui acompanha as comissões que, nos municípios da Chapada Diamantina, regulam os recursos públicos. Sabemos, portanto, dos desafios para o setor. Na situação que vivemos hoje, com tantas demandas, vemos recursos sendo desviados. Por isso é necessário que haja comitês eficientes para que a sociedade possa monitorar a aplicação do dinheiro público”, concluiu a diretora.