Escolas têm até 4 de agosto para aderir ao Mais Educação

Escolas públicas de todo o País têm até o dia 4 de agosto para aderir ao Programa Mais Educação, que oferece recursos para a oferta de educação integral. O prazo, que terminaria no dia 30 de junho, foi estendido pelo Ministério da Educação. Atualmente, 49 mil escolas participam do programa, e a meta échegar a 60 mil. A oferta de educação integral está também no Plano Nacional de Educação (PNE), que estabelece metas para o setor nos próximos dez anos. Segundo o plano, a educação integral, que atualmente chega a aproximadamente 30% das escolas públicas, deve atingir 50% das escolas, pelo menos. Além do programa federal, alguns estados e municípios oferecem os próprios programas. Pelo Mais Educação, as escolas são selecionadas com base em critérios como baixo índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb); escolas que têm entre seus estudantes, em sua maioria, filhos de famílias do Bolsa Família e escolas em regiões de vulnerabilidade social. A liberação de recursos financeiros é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola, e a adesão é pela internet. As escolas escolhem até cinco atividades nos macro-campos do programa, entre eles: acompanhamento pedagógico (obrigatório), educação ambiental, esporte e lazer, direitos humanos em educação, cultura e artes, cultura digital, promoção da saúde, comunicação e uso de mídias, investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica. A jornada da educação integral deve ser, no mínimo, de sete horas diárias ou 35 horas semanais. Durante o período em que estão na escola, os estudantes recebem três refeições. (Agência Brasil)

Prazo para matrícula da segunda chamada do Sisu termina hoje

Estudantes não convocados podem demonstrar interesse até o dia 7

Termina hoje (2) o prazo para que os selecionados na segunda chamada do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) façam suas matrículas nas instituições que escolherem e pelas quais foram aceitos. A lista dos estudantes selecionados está disponível no site do Sisu.
Os estudantes que não foram convocados em nenhuma das duas chamadas ou que foram selecionados pela segunda opção de cursos podem demonstrar interesse em participar da lista de espera até o próximo dia 7.
A participação na lista ocorre somente em relação à primeira opção do candidato.

Esta segunda edição do Sisu teve recorde de inscritos, com o total de 1.214.259 candidatos, 54% a mais em relação à mesma edição de 2013.

Cada estudante pôde fazer até duas opções de curso pelo sistema on-line. Assim, foram registradas 2.346.405 inscrições. O sistema oferece 51.412 vagas em 1.447 cursos de 67 instituições de educação superior federais e estaduais.

Aluno explode bomba dentro da lixeira no ônibus escolar em Mairi

Nesta segunda-feira, 02 de junho de 2014, por volta das 7h30min da manhã, um aluno explodiu uma bomba em um ônibus escolar na cidade de Mairi.
O fato aconteceu quando o transporte trafegava na Avenida Reverendo Josias Freitas Nunes, conhecida como Avenida Contorno, próximo a Som da Borracharia. 
Lixeira do ônibus destruída 
Por motivo dos alunos serem menores de idade, o Conselho Tutelar foi acionado para resolver a situação. De acordo com informações, um aluno comprou a bomba e passou para o colega explodir a lixeira.

Os menores que praticaram o ato, um é aluno da Escola Iracy Leal e o outro do Colégio Durval Silva. Os mesmos assumiram o crime.

O ônibus tem cerca de 02 anos de uso e já está com os bancos estragados e vidros quebrados por alguns alunos irresponsáveis que não querem saber de estudar, querem apenas fazer vandalismo.

Bancos do ônibus estragados por alunos
(Agmar Rios Notícias)

Professores da Chapada Diamantina(BA) fazem protesto em Brasília

Cerca de 500 educadores de escolas públicas da Chapada da Diamantina e do Semiárido baiano fizeram neste sábado, 17, em Brasília, um ato em defesa da educação. Vestindo camisetas do movimento Educação em Nossas Mãos, o grupo portava faixas e cartazes em que pediam mais investimentos no setor. A chegada de outros dois ônibus, com cerca de 90 pessoas, é esperada ainda hoje. O grupo chegou à capital federal de madrugada. Os manifestantes ocuparam uma das seis faixas do Eixo Monumental, uma das principais vias da região central de Brasília, e marcharam da Catedral Metropolitana até o Congresso Nacional. “Viemos a Brasília, centro decisório do país, com o intuito de influenciar nossos governantes”, disse à Agência Brasil a diretora do Instituto Chapada de Educação e Pesquisa, Cybele Amado de Oliveira, explicando que o grupo já fez outros atos no interior baiano. “Mas aqui estão o Congresso Nacional, os ministérios, todos [os órgãos e pessoas] que deveriam estar absolutamente voltados para a educação.” O grupo armou uma grande lona no gramado central da Esplanada, onde irá organizar uma série de debates. Na segunda-feira (19), os representantes do movimento têm reuniões agendadas com senadores. E esperam ser recebidos pelo ministro da Educação, Henrique Paim, a quem querem entregar um documento com algumas das principais propostas do movimento, como a vinculação do pagamento do Bolsa Família a resultados efetivos na escola além da frequência e a garantia legal de que programas e ações de governo, nas três esferas, tenham continuidade após mudanças de governo. Uma versão final do documento deverá ser entregue aos candidatos à presidência da República. “Estamos discutindo algo como uma lei que acabe com a descontinuidade que afeta a educação brasileira. Após cada eleição, principalmente municipais, aulas são paralisadas, a distribuição de merenda e material escolar é descontinuada, mudam-se programas e o transporte escolar é interrompido”, acrescentou

Cybele. Ao falar sobre as carências da educação brasileira, Cybele comentou a prisão, esta semana, dos prefeitos das cidades baianas de Fátima e de Sítio do Quinto, além de ex-prefeitos, vereadores, secretários municipais e funcionários públicos desses e de mais 18 municípios baianos, por suspeita de participação em um esquema que, segundo a Polícia Federal (PF), desviou pelo menos R$ 70 milhões dos cofres das prefeituras. Ainda de acordo com a PF, boa parte do dinheiro foi desviada do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Edução (Fundeb), entre 2009 e 2014. “Todo esse grupo aqui acompanha as comissões que, nos municípios da Chapada Diamantina, regulam os recursos públicos. Sabemos, portanto, dos desafios para o setor. Na situação que vivemos hoje, com tantas demandas, vemos recursos sendo desviados. Por isso é necessário que haja comitês eficientes para que a sociedade possa monitorar a aplicação do dinheiro público”, concluiu a diretora.

ENEM 2014: Exame será realizado nos dias 8 e 9 de novembro

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 será realizado nos dias 8 e 9 de novembro. As inscrições começam na próxima segunda-feira, 12, e terminam às 23h59 de 23 de maio. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Henrique Paim, e pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares, na tarde desta quinta-feira, 8.
Nesta edição, o exame terá novidades na acessibilidade e segurança. O edital com as regras do Enem 2014 será publicado nesta sexta-feira, 9, no Diário Oficial da União. Uma das novidades é a revista eletrônica, por meio de detector de metais, nos dias e locais de prova.
O ministro da Educação ressaltou o caráter inclusivo do Enem e o fato de o bom resultado no exame gerar “um caminho de oportunidades” para os participantes. “Sabemos o quanto o Enem é importante para o país. Ele abre portas”, afirmou. A nota do Enem é utilizada como critério para acesso ao ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas de educação superior, e do Programa Universidade para Todos (ProUni).
Além disso, a participação na prova é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar nas vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica  (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.
Acessibilidade – A partir desta edição, o hotsite do Enem vai oferecer o edital do exame em formato de leitura compatível com o Dosvox, um sistema para deficientes visuais, e um vídeo na língua brasileira de sinais (libras) para os deficientes auditivos.
“O Enem está preparado para atender toda a diversidade de estudantes que procuram uma oportunidade”, destacou o presidente do Inep, Chico Soares. Aqueles que necessitarem de atendimento específico ou especializado devem fazer o pedido no ato da inscrição.
Isenção – Alunos da rede pública de ensino e candidatos que se declarem financeiramente carentes estão isentos da taxa de inscrição. Para os demais, o valor permanece o do ano passado (R$ 35) e deve ser pago até o dia 28 próximo.
Veja a apresentação feita pelo ministro e pelo presidente do Inep
Confira o Edital do Inep nº 12/2014, que dispõe sobre as diretrizes, procedimentos e prazos do Enem de 2014, publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 9, seção 3, página 108
Assessoria de Comunicação do Inep

Professores estaduais realizam paralisação nesta quarta-feira

Os professores da rede estadual
de ensino vão paralisar suas atividades nesta quarta-feira (02), em mais um
protesto pelo reajuste salarial de 2014 e pagamento do URV. De acordo com informações
do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), a
manifestação está prevista para ser iniciada às 9h na Assembléia Legislativa da
Bahia (ALBA). Os professores estaduais já haviam realizado outra manifestação
para protestar pelos mesmos motivos, na última sexta-feira (28). De acordo com
a Secretaria Municipal da Educação (SMED), a paralisação dos professores
municipais, prevista também para esta quarta (02), não acontecerá. (Voz da
Bahia)

Escolas têm calendários diferenciados em 2014 em razão da Copa

No ano da Copa do Mundo, as escolas estabeleceram calendários diferenciados: umas optaram por férias mais longas no meio do ano, para englobar todo o período de jogos, outras por liberar os alunos nos horários ou mesmo nos dias de jogo. Em todos os casos, o mínimo de 200 dias letivos e de 800 horas no ano estabelecido na Lei de Diretrizes e Bases da Educacao Nacional (9.394/1996) devem ser cumpridos. A Lei Geral da Copa (12.663/2012) estabelece que os sistemas de ensino ajustem os calendários escolares de forma que as férias das redes pública e privada abranjam todo o período da Copa, de 12 de junho a 13 de julho deste ano. No entanto, um parecer do Conselho Nacional de Educação, deu autonomia às escolas e às redes de ensino para decidir o calendário. Nas 12 cidades-sede, os alunos serão liberados nos dias ou horários dos jogos do Brasil e os que acontecerem no local. Nas demais, isso acontece apenas nos jogos do país. Entre as escolas públicas, a decisão ficou a cargo das secretarias de educação dos estados e das prefeituras. “Todas as secretarias de educação discutiram democraticamente o calendário escolar, com o objetivo de garantir que esse grande evento mundial não impactasse negativamente no processo de ensino e de aprendizagem”, explica a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e secretária do Mato Grosso do Sul (MS), Maria Nilene Badeca da Costa.  (Agência Brasil)

Quem deixar de se matricular no Sisu até dia 4 de fevereiro perderá a vaga

Os estudantes convocados na segunda chamada do Sistema de Seleção  Unificada (Sisu) do Ministério da Educação devem comparecer à instituição de ensino selecionadora até terça-feira (4/2) para fazer a matrícula. Aquele que deixar de fazer a matrícula no prazo perderá a vaga. Os candidatos que não foram convocados nas duas primeiras chamadas podem integrar a lista de espera. O prazo de adesão, aberto no dia 27 último, vai até 7 de fevereiro. Nesta primeira edição de 2014, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior. O sistema seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A inscrição, encerrada no dia 10 último, foi restrita ao estudante que participou da edição de 2013 do exame. O cronograma completo do Sisu e o resultado das duas chamadas estão na página do sistema na internet. (Tribuna)

Inscrições do Sisu começam neste domingo na Bahia

Inscrições do Sisu começam neste domingo na BahiaOs candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem realizar a inscrição a partir das 23h deste domingo (5), na Bahia, que não foi afetada pelo horário de verão, assim como os estados do Norte e Nordeste. Em Brasília (DF) e nos 10 demais estados que acertam os ponteiros com uma hora a mais, a efetivação só pode ser feita a partir das 0h de segunda (6). O Sisu oferece vagas para instituições públicas de ensino superior a estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Será a primeira vez que os candidatos poderão concorrer a vagas pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), que aderiu ao sistema para a seleção do primeiro semestre de 2014 e irá ofertar 5.938 vagas. As inscrições para o Sisu seguem até as 22h59 da próxima sexta (10) no site do Ministério da Educação.

Bahia é o estado com menos professores com formação específica

Bahia é o estado com menos professores com formação específicaA maioria (55%) dos professores do ensino médio que atuam na rede pública do país não tem formação específica. O percentual corresponde a quase 280 mil docentes do país. A Bahia é o estado que possui menor proporção de docentes com a especialização ideal (8,5%) no sistema público. No topo do ranking de educadores com formação especializada está o Distrito Federal (71%). O levantamento nacional foi tabulado pelo Inep, a pedido do jornal Folha de S. Paulo. A base da pesquisa é o Censo Escolar de 2012, o último divulgado. Na matéria Química, a proporção de especialistas é 33,3% e em Física 17,7%. A situação melhora pouco na rede particular, onde a porcentagem de docentes sem formação específica é de 47%. (Bahia Notícias)