Lençóis e Jacobina decretam emergência após chuvas com desabrigados

lençois jacobina
Em Jacobina, choveu 180 mm, segundo a Prefeitura (Foto: Antonio Maia/Divulgação

Moradores das cidades de Lençóis e Jacobina, na região da Chapada Diamantina, viveram momentos de apreensão na madrugada desta terça-feira (2), devido às fortes chuvas que derrubaram pontes e casas e deixaram cerca de 20 famílias desabrigadas, o que levou as prefeituras desses municípios a decretar situação de emergência. Não houve feridos.

Com mais de 80 mil habitantes, Jacobina foi a mais atingida. Segundo informações da prefeitura, caíram na cidade 180 mm de chuva – a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) divulgou 140 mm, e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), 110,4 mm.

O Rio do Ouro, que corta o município, transbordou e em algumas partes da cidade, como no bairro Leader (o mais atingido), as águas chegaram a quase 1 metro. Segundo a prefeitura, três casas foram parcialmente ao chão, e as famílias tiveram de ser resgatadas às pressas. Elas foram levadas para casas de parentes.

Duas pontes sobre o Rio do Ouro estão interditadas devido aos danos causados pela enxurrada, que as derrubou em parte. Uma delas dá acesso a uma escola infantil e a outra a uma residência – ambas ficam na área urbana do município. Numa área mais central, a prefeitura interditou outra ponte parcialmente destruída.

O aguaceiro levou boa parte do calçamento das ruas e da estrutura de concreto que fica no logradouro à margem do Rio do Ouro. Uma parte dela cedeu, devido à força das águas, formando uma cratera. Vários estabelecimentos comerciais foram invadidos pelas águas, causando um prejuízo ainda inestimado. (mais…)

Mulher é morta a tiros dentro da própria casa em Jacobina

jacobina
Uma mulher identificada até o momento como Jamile foi morta a tiros na tarde deste sábado (16), por volta das 14h20, dentro de uma residência onde também funcionaria um bar, no bairro Jacobina III.
Segundo informações preliminares, Jamile estava no estabelecimento quando foi atingida por disparos na região cabeça. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu na cozinha. Segundo informações preliminares, passadas por moradores, antes de morar no bairro Jacobina III, Jamile tinha um bar localizado na Av. Luiz Alberto Dourado de Carvalho, região do bairro Lagoinha.
A motivação e autoria do crime serão investigadas pela Polícia Civil. A Polícia Militar foi acionada e faz o isolamento da área para a realização da perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT). O corpo de Jamile será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jacobina, anexo à 16ª Coorpin.  (Jacobina Notícias)

Jacobina/BA: Mulher atingida com tiro morre em hospital de Feira de Santana

lidiane
Lidiane Araújo, 26 anos, veio a óbito nesta terça-feira, 05 de fevereiro de 2019, em um hospital de Feira de Santana, vítima de disparo de arma de fogo.
Segundo informações, no dia 31 de dezembro, durante as comemorações do Réveillon, o companheiro de Lidiane se envolveu em uma briga no Bairro Vila Feliz em Jacobina e a mesma tentando lhe proteger, acabou sendo atingida com um tiro.
Nas redes sociais, amigos e amigas choram a morte de Liliane, que deixa esposo e três crianças. O corpo de Lidiane segue sendo trasladado para Jacobina, porém, ainda não há informações sobre o horário e local do sepultamento. (Augusto Urgente)

Barragens de rejeitos de Jacobina são as mais perigosas na Bahia

barragem jaco1
A barragem estava ali antes mesmo do autônomo Magno da Silva, 31 anos, nascer. Ele, que morou a vida inteira no bairro de Nazaré, em Jacobina, na Chapada Diamantina, nunca teve medo. Sequer tinha pensado na possibilidade de um acidente – até 2015, quando rompeu a barragem de Fundão, em Mariana (MG). Na sexta-feira (25), com o rompimento de mais uma barragem mineira, dessa vez, em Brumadinho, a população ficou alarmada.
Das 34 barragens de rejeitos de mineração na Bahia registradas junto à Agência Nacional de Mineração (ANM), as de Jacobina, de minério de ouro, causariam mais estragos, em caso de rompimento. Não há sirenes na cidade nem nenhuma outra forma de aviso para evacuação.
Presidente da Associação de Moradores do bairro de Nazaré, Magno diz que não pensa em sair da cidade natal, mas afirma que há uma preocupação:
“Ninguém pensa em sair daqui por conta de barragem, não. Ouvi no rádio a empresa falando que estava tudo em ordem e que a barragem está monitorada. Eles acalmaram o pessoal, mas a gente não deixa de ficar preocupado”, diz.

(mais…)

Jacobina: Após inspeção em barragens, MP recomenda plano de emergência e simulado com funcionários e população

barragem jacobina4
A tragédia de Brumadinho trouxe novamente à tona o risco imposto à população das cidades que possuem barragens de rejeito provenientes de atividades de mineração. Na Bahia existem 14 barragens, e entre estas, estudos apontam que as que representam maior potencial de dano estão nas cidades de Jacobina (duas), Santa Luz (uma) e Itagibá (uma). A intensificação do monitoramento das unidades é uma medida preventiva.
Em Jacobina o Ministério Público da Bahia, através da Promotoria de Justiça especializada em meio ambiente de âmbito regional com sede em Jacobina, representada pelo Promotor Pablo Almeida, informa que foram inspecionadas as duas barragens de rejeitos da empresa Jacobina Mineração e Comércio Ltda, controlada pela multinacional Yamana – Gold.

(mais…)

Jacobina/BA: Gêmeo é assassinado por engano a tiros em Lages do Batata

gemio2
No final da tarde deste domingo, 27, Genilson Pinheiro dos Santos, 28 anos, conhecido como Gil de aproximadamente 30 anos foi assassinado a tiros em Lages do Batata, distrito de Jacobina.
Segundo informações, o irmão gêmeo de Gil havia se envolvido em uma briga com uma jovem e a suspeita é que o pai da mesma tenha lhe assassinado por engano ao saber a confusão.
A Polícia Militar e Guarda Civil Municipal estão no local e o corpo do vitimado deverá ser recolhido pelo Departamento de Polícia Técnica para o IML de Jacobina. (Augusto Urgente)

Barragens de rejeitos da Yamana Gold em Jacobina; quais os riscos?

barragem jacobina
A segunda barragem de rejeito da Yamana Gold em Jacobina, tem um talude (paredão) de 55 metros de altura e capacidade para 13 milhões de toneladas de material, uma área de 34 hectares. O NI – 43.101 atesta que a mina ainda tem um potencial de 33,9 milhões de toneladas de material para ser processado. Você já imaginou quantos milhões de material já foram depositado na primeira barragem?
Risco é a função que associa a probabilidade de ocorrência de um evento indesejado, com a gravidade das consequências deste evento, caso ele venha ocorrer. Perigo é a condição ou conjunto de circunstâncias, que tem o potencial de causar ou contribuir para uma lesão ou morte (Sanders, Meccormick 1998).
As barragens de rejeitos no Brasil sofrem as seguintes classificações quanto ao risco e perigo:
1.1 – Categoria risco, podem ser alto, médio e baixo;
1.2 – Categoria dano potencial associado, podem ser alto, médio e baixo.
Em que classificação está a barragem de rejeito da Yamana Gold em Jacobina?

Após ser agredida, mulher mata o marido a facada em Jacobina

briga
Um homem identificado como Jó morreu após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), por volta das 12h deste sábado, 5, em Jacobina. Segundo informações preliminares passadas por uma moradora do bairro Mutirão, onde o crime aconteceu, Jó foi esfaqueado pela própria companheira, identificada como Vânia, depois de tê-la agredido fisicamente.
Ainda conforme a moradora, Vânia teria “ferido o marido fatalmente para se defender das agressões que sofria dele”. Vizinhos relataram ainda que, há algum tempo, Jó também esfaqueou a companheira, mas ela escapou com vida. “As agressões dele contra ela eram frequentes, todos da rua sabiam e ouviam os gritos dela”, contou a moradora ao Jacobina Notícias, preferindo não ser identificada.
Jó chegou a ser levado em um carro para a UPA, mas não resistiu ao ferimento. A Polícia Militar foi até a Rua Edimilson Barreto, onde o casal residia, e encontrou Vânia ainda no local, sendo amparada por uma amiga. Vânia se entregou para a polícia e foi caminhando até a delegacia, que fica ao lado da casa. A mulher foi apresentada e deve permanecer à disposição da justiça. (Jacobina Notícias)

Jacobina/BA: Mãe joga óleo quente na própria filha no conjunto habitacional Lagoa Dourada

jovem jacobina2
Na madrugada deste domingo, 30 de dezembro de 2018, uma garota, foi transferida do Hospital Municipal de Jacobina para Salvador, com queimaduras de primeiro e segundo graus.
Segundo informações, a mãe da jovem lhe arremessou uma vasilha com óleo quente, atingindo-a no rosto, pescoço e tórax, em sua residência no conjunto habitacional Lagoa Dourada.

 

Não há informações sobre o que de fato provocou a fúria da mãe, para ferir a própria filha, que seguiu para a capital do Estado em busca de atendimento especializado. (Augusto Urgente)

Jacobina: Jovem morre após cavalo cair sobre seu corpo dentro de açude

jovem açude
Na tarde deste sábado, 22 de dezembro de 2018,  o jovem Joelson de Souza Costa, 16 anos, veio a óbito no açude de Lages do Batata, distrito de Jacobina.
Segundo informações, Joelson dava banho em um cavalo nas águas do açude e o animal acabou se desequilibrando, vindo a cair sobre o corpo. Logo em seguida, pessoas começaram a procurar pelo corpo de Joelson, lhe encontrado afogado sem sinais vitais.
A Guarda Civil Municipal está no local e acionou o Departamento de Polícia Técnica, que deverá recolher o corpo do vitimado para o Instituto Médico Legal de Jacobina. ( Augusto Urgente!)