Prefeitos de Mairi, Ruy Barbosa e de outros municípios tem bens bloqueados pela Justiça

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) determinou o bloqueio dos bens de 10 prefeitos baianos após as investigações da operação “Águia de Haia”, deflagrada pela Polícia Federal (PF), que identificou desvios de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
A decisão foi publicada no Diário Oficial da Justiça em 20 de julho e atinge os prefeitos de Camamu (Emiliana Assunção Santos – PP), Itapicuru (José Moreira de Carvalho Neto – PDT), Livramento de Nossa Senhora (Paulo César Cardoso de Oliveira – PRP), Mairi (Raimundo de Almeida Carvalho – PDT), Mirangaba (Dirceu Mendes Ribeiro – PDT), Nova Soure (José Arivaldo Ferreira Soares – PDT), Paramirim (Júlio Bernardo Brito Vieira Bittencourt – PSD), Ruy Barbosa (José Bonifácio Marques Dourado – PT), Teixeira de Freitas (João Bosco Bittencourt – PT) e Uauá (Olímpio Cardoso Filho – PDT).
A polícia suspeita que o esquema tenha desviado o montante de R$ 57 milhões em verbas federais para o uso exclusivo na área da educação. O registro dos autos, no entanto, não foram localizados nos sistemas da Justiça Federal ou do TJ-BA. (Bahia Notícias)

Último fugitivo da Delegacia de Mundo Novo decide se entregar à Justiça

Na manhã desta terça-feira, 12 de maio de 2015, por volta das 09h30min, apresentou-se no Fórum da Comarca de Mundo, o fugitivo Marcelo de Oliveira Fentanes. 
Marcelo decidiu se entregar à Justiça, após todos os demais fugitivos terem sido capturados. Com a prisão de Marcelo, encerram-se as buscas aos detentos que se evadiram no dia 25/04/2015, da carceragem da Delegacia de Mundo Novo. 
O primeiro fugitivo capturado, foi Fábio Silva Souza, vulgo Bacalhau. No dia 04/05/2015, o fugitivo Jeferson Carlos Maia dos Santos, veio a óbito após tentar contra a vida dos policiais que tentavam realizar a sua captura. Os policiais resistiram à injusta agressão, culminando na morte de Jeferson. 
No dia 07/05/2015, o fugitivo Gerônimo Barbosa de Souza Santos, vulgo Buza, entregou-se à justiça. Dr. Adriano, Delegado de Polícia, disse que foram implementadas algumas reformulações na carceragem da Delegacia de Mundo Novo, a fim de evitar a ocorrência de novas fugas.
A Polícia Civil, no comando do delegado Dr. Adriano e a Polícia Militar, sob o comando do Sargento PM Requião, estão realizando um ótimo trabalho na sede, nos povoados e distritos do município de Mundo Novo.
Blog Agmar Rios
Com informações e fotos da Delegacia de Mundo Novo 
12ª COORPIN de Itaberaba

Fugitivo da Delegacia de Mundo Novo se entrega à Justiça

Na manhã desta quinta-feira, 07 de maio de 2015, por volta das 09h30min, apresentou-se no Fórum da Comarca de Mundo Novo, o fugitivo Jerônimo  Barbosa Souza Santos, vulgo “Buza”. 
Jerônimo decidiu se entregar à Justiça, após o seu companheiro de fuga vir a óbito, após uma troca de tiros com a Polícia de Mundo Novo, fato ocorrido na madrugada do dia 05/05/2015, no povoado do Paraíso, município de Ruy Barbosa.  
Várias incursões foram realizadas pela Polícia Civil e pela Polícia Militar, para capturar os quatro fugitivos da carceragem desta Delegacia.  
Jerônimo e Jerferson haviam roubado uma motocicleta de cor vermelha, no povoado do Jequitibá, zona rural de Mundo Novo, no dia 26/04/2015, para dar continuidade à fuga. Esta motocicleta foi recuperada durante a ação policial ocorrida no povoado do Paraíso. 
Jerônimo foi preso no mês de abril de 2014, pela prática de latrocínio e ocultação de cadáver. As buscas se concentram, a partir de agora, no último fugitivo, Marcelo Fentanes, que encontra-se em local incerto. Marcelo foi preso pela prática do crime de estupro. O primeiro fugitivo,  Fábio Silva Souza, vulgo Bacalhau, foi capturado no dia 27/04/2015.
Blog Agmar Rios
Informações e fotos: Delegacia de Mundo Novo
12ª  COORPIN – Itaberaba-BA 

Justiça condena integrantes da banda New Hit a mais de 11 anos de prisão

001

Os integrantes da banda New Hit foram condenados nesta quarta-feira (6) a 11 anos e oito meses de prisão pelo crime de formação de quadrilha e estupro das adolescentes Vitória Luíza de Souza Barbosa e Vanessa de Souza Baltazar, ambas com 16 anos na época do caso, que aconteceu em 26 de agosto de 2012. A decisão da juíza Márcia Simões Costa, da Vara Crime do município de Ruy Barbosa, na microrregião de Itaberaba, determinou que Alan Aragão Trigueiros (conhecido como “Alanzinho”), Carlos Frederico Santos de Aragão, Edson Bonfim Berhends (conhecido como “Netinho”), Eduardo Martins Daltro de Castro Sobrinho (conhecido como Dudu), Guilherme Augusto Campos Silva (conhecido como “Guiga”, Jefferson Pinto dos Santos, Jhon Ghendow de Souza, Michel Melo de Almeida, Wenslen Danilo Borges Lopes (conhecido como “Gagal”) e Willian Ricardo de Farias (conhecido como “Brayan”) cumpram a pena inicialmente em regime fechado.
 (Bahia Notícias)

Manifesto cobra mais justiça e punição aos ciganos que agrediram cidadãos em Utinga

Após o episódio ocorrido no último sábado, 15, quando o jovem Josimar Lima, mais conhecido como Mazo foi agredido por vários ciganos, vindo sofrer várias escoriações pelo corpo, chegando a perder a consciência. Tal ato, que causou um sentimento de revolta e indignação na população que já está cansada de presenciar inúmeros casos de agressões por parte dos ciganos a cidadãos utinguenses pelos mais diversos motivos, na sua maioria, banais.

Nesta segunda-feira, 17, um grupo de amigos, organizou um manifesto na praça Wilsom Peixoto Karaoglan onde consegui coletar uma expressiva quantidade de assinaturas em documentos exigindo o FIM DA IMPUNIDADE dos ciganos, JUSTIÇA, SEGURANÇA e mais RIGOR NA APLICAÇÃO DAS LEIS etc.
Os documentos serão encaminhados ao Ministério Público, a Delegacia de Polícia e a Câmara de Vereadores.

Cartazes com pedidos de justiças e com os nomes de pessoas que já foram agredidas por ciganos em Utinga, foram expostos em vários pontos da praça. 





Entenda os caso

Segundo relatos de moradores,  uma criança cigana teria atravessado a rua correndo, quando foi atropelada por Mazo. O condutor teria saído do carro para prestar socorro quando um grupo de ciganos o agrediu a ponto de deixá-lo inconsciente e, ainda teriam depredado o veículo. Mazo foi encaminha para o Hospital local onde recebeu os primeiros socorros e já está em casa. A criança sofreu apenas escoriações leves. (Blog do Léo Barbosa)

Prefeito de Pé de Serra é condenado por desvio de recursos públicos

Justiça determinou
a perda de mandato eletivo e a suspensão dos direitos políticos

Hildefonso Vitório dos Santos, prefeito do município de Pé de Serra, a 220 km de Salvador, foi condenado à pena de três anos de reclusão, de acordo com o MP-BA (Ministério Público da Bahia), por desviar recursos públicos em benefício próprio. A Justiça também determinou a perda de mandato eletivo e a suspensão dos direitos políticos, tornando o prefeito inelegível por cinco anos.
Segundo o MP estadual, entre janeiro de 2012 e junho de 2014, o gestor recebeu indevidamente do Município, valores correspondentes a locações sobrepostas de um caminhão de sua propriedade.
Santos deverá prestar serviços comunitários e pagar 15 salários mínimos a entidade beneficente em substituição à pena, conforme a decisão. A condenação foi proferida na terça-feira (23), pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia. (R7 Bahia)

Prefeito de Pé de Serra é condenado a três anos de prisão por desvio de recursos públicos

Justiça determinou a perda de mandato
eletivo e a suspensão dos direitos políticos
Do R7
Hildefonso Vitório dos Santos, prefeito
do município de Pé de Serra, a 220 km de Salvador, foi condenado à pena de três
anos de reclusão, de acordo com o MP-BA (Ministério Público da Bahia), por
desviar recursos públicos em benefício próprio. A Justiça também determinou a
perda de mandato eletivo e a suspensão dos direitos políticos, tornando o
prefeito inelegível por cinco anos.
Segundo o MP estadual, entre janeiro de
2012 e junho de 2014, o gestor recebeu indevidamente do Município, valores correspondentes
a locações sobrepostas de um caminhão de sua propriedade.
Santos deverá prestar serviços
comunitários e pagar 15 salários mínimos a entidade beneficente em substituição
à pena, conforme a decisão. A condenação foi proferida na terça-feira (23),
pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia. (Diário da Chapada)




Desembargador quer desativar 25 comarcas da Bahia; sindicato dos servidores é contra medida

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Eserval Rocha, através de um processo administrativo, quer desativar 25 comarcas da Bahia. A medida não é vista com bons olhos pela diretora do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinpojud). Segundo a diretoria da entidade, a desativação das comarcas é um retrocesso da Justiça baiana.

 Em nota, o Sinpojud lembra que a ex-presidente do TJ-BA, desembargadora Telma Britto, desativou 45 comarcas e que o ato gerou prejuízos para toda sociedade, com abarrotamento das demais comarcas para onde os processos foram encaminhados. Isso, de acordo com o sindicato, fez com que muitos servidores se instalassem em comarcas circunvizinhas, algumas vezes, distantes de suas residências, além de prejudicar a população, a maioria carente, que precisava arcar com despesas de transporte para ter acesso à Justiça.

 O Sinpojud afirmou que está tomando as medidas cabíveis através de sua assessoria jurídica para barrar o ato do presidente Eserval Rocha. As comarcas que serão desativadas são: Abaré, Antas, Aurelino Leal, Baixa Grande, Belo Campo, Boa Nova, Boquira, Capela do Alto Alegre, Cocos, Conceição de Feira, Ibicuí, Ibirapitanga, Itapebi, Itapitanga, Jaguaripe, Jiquiriçá, Milagres, Nova Canaã, Nova Fátima, Paratinga, Pau Brasil, Rio de Contas, Santa Luzia, Tanque Novo e Wanderley. (Bahia Notícias)

Justiça determina fim da greve da PM sob pena de multa diária de mais de R$1 milhão

Uma liminar concedida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, determina o fim imediato da greve dos policiais e bombeiros militares da Bahia sob pena de pagamento de multa diária de R$ 1,4 milhões de reais. Além da decisão, a Justiça também ordenou o bloqueio dos bens do vereador Marcos Prisco, líder da Associação dos Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra).
A multa deverá ser paga por 14 réus da ação do Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA) – além de Marcos Prisco e da Aspra, são citadas as Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM/BA), Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPM/BA – Força Invicta), Associação dos Oficiais Auxiliares da Polícia Militar do Estado da Bahia (AOAPM/BA), Associação dos Subtenentes, Sargentos e Oficiais da Polícia Militar Da Bahia – (ABSSO/BA), Associação dos Bombeiros Militares da Bahia (Associação Dois de Julho/Ba), Jackson da Silva Carvalho, presidente da ABSSO/BA, Agnaldo Pinto de Sousa, presidente da APPM/BA, Edmilson Tavares Santos, presidente da AOPM/BA – Força Invicta, José Alberto da Silva, diretor financeiro da AOAPM/BA, Nelzito Coelho Oliveira Filho, presidente da Associação Dois de Julho/BA, Ubiracy Vieirados Santos, presidente da AOAPM/BA e Paulo Sérgio Simões Ribeiro, diretor financeiro da AOPM/BA – Força Invicta.
A decisão foi tomada na tarda da quarta-feira (16), depois de que foi decretada a ilegalidade da greve dos PMs. O bloqueio de bens visa garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, a exemplo do uso da Força Nacional de Segurança Pública para o estado. (Correio)

Globo censura UOL, BOL e Terra na cobertura do BBB14, mas e quem vai censurar os brothers?

rp_globo.jpg
A 5ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro acatou o pedido de liminar da TV  Globo e da Endemol, proibindo o UOL e diversos sites de fazer a cobertura do “Big Brother Brasil”.
Segundo o portal UOL, a liminar profere a abstenção da “exploração comercial e utilização indevida de imagens, marcas, textos, elementos e/ou de trechos dos programas BBB, bem como de quaisquer outras marcas e elementos sob a exclusiva titularidade da TV Globo e da Endemol nos portais http://uol.com.br e htpp://televisao.uol.com.br/bbb  ou qualquer outro portal da empresa autora”. Caso a decisão seja descumprida, resultará em multa diária de R$ 100.000,00.

censura bbb
Tal decisão afeta a cobertura do “BBB14” feita pelo BOL, Zip.Net, aplicativos para celular e portal móvel do UOL. Blogs sobre o programa também deixam de ser atualizados, bem como perfis no Twitter e web-programas. O UOL também foi obrigado a retirar do ar a cobertura de 14 edições do reality. De acordo com o colunista Daniel Castro, o portal Terra também foi vetado na liminar.
O UOL afirma que em nenhum momento foi procurado pela justiça sobre o conteúdo da cobertura e tomará as medidas cabíveis para reverter a decisão. (Almonaque da TV)