Funkeiro morre com um tiro e momento do crime é registrado. Veja vídeo

Um cantor de funk morreu após levar um tiro enquanto fazia um show na cidade de Campinas, no interior de São Paulo. Daniel Pellegrine, conhecido como “MC Daleste”, chegou a ser encaminhado para o Hospital Municipal de Paulínia, mas não resistiu e morreu no local. Ele tinha 20 anos.

No Youtube, circula um vídeo do momento em que Daleste levou o disparo no sábado (06). O produtor do funkeiro emitiu um comunicado sobre a morte do rapaz: “Infelizmente se foi Esta junto a Deus e a mãe dele, Estamos resolvendo tudo aqui amanha aviso pra vcs aonde será o velório!!”. De acordo com o G1, o rapaz era conhecido por cantar o “Funk Ostentação” com letras sobre carros e mulheres. 


Ainda no hospital, o protudor do funkeiro chegou a publicar um vídeo a fim de passar informações para os fãs. Num primeiro momento ele tranquilia a todos, dizendo que Daleste não havia morrido. Depois, ele volta com a câmera e dá a notícia do falecimento do rapaz. Veja:

Pane no sistema central do Bradesco prejudica atendimento em todo o país

O atendimento a clientes do banco Bradesco em todo o país está prejudicado desde a manhã desta sexta-feira devido a uma pane nos sistemas da instituição. Agências, caixas eletrônicos e o atendimento via internet (internet banking) foram atingidos pelo problema. Em várias agências do Bradesco pelo país há grandes filas, já que hoje é o quinto dia útil do mês, quando muitas empresas realizam o pagamento de salário de funcionários. Muitas pessoas tentavam pagar contas e sacar o salário, sem sucesso. Segundo a funcionária de uma agência, só era possível realizar saques até R$ 300, mas nem todas as máquinas estavam operando. As que funcionavam, apresentavam grande lentidão. Não era possível realizar depósitos. A assessoria de imprensa do Bradesco informou que dois terços das agências, e também a maior parte dos caixas eletrônicos, já estão funcionando normalmente, assim como os canais digitais de atendimento — Internet Banking e Fone Fácil. Segundo o banco, a interrupção dos serviços foi provocada por “um problema de intermitência no sistema central”. (O Globo)

Dilma considera manifestações “legítimas” e Lula pede negociação

A presidente Dilma Rousseff qualificou como “legítimas” as manifestações que reuniram milhares de pessoas em diferentes cidades do país para protestar contra o aumento das tarifas de transporte público e os investimentos feitos pelo governo para organizar grandes eventos esportivos. “A presidente Dilma Rousseff considera que as manifestações pacíficas são legítimas e próprias da democracia”, afirmou a ministra da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Helena Chagas. De acordo com Helena, a chefe de Estado considera que “é próprio dos jovens manifestar-se”, em alusão ao fato de a maioria dos participantes ser estudantes do ensino médio e universitários, convocados através das redes sociais. Segundo fontes oficiais, Dilma está ciente das mobilizações nas diferentes cidades do país e no começo da noite se reuniu com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para tratar o assunto.

Já o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, assegurou que o governo quer dialogar com os organizadores dos protestos para conhecer as “reivindicações importantes” que levaram tantas pessoas a saírem às ruas. Por sua parte, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em seu perfil no Facebook, que “ninguém em sã consciência pode ser contra manifestações da sociedade civil porque a democracia não é um pacto de silêncio”. “Não existe problema que não tenha solução. A única certeza é que o movimento social e as reivindicações não são coisa de polícia, mas sim de mesa de negociação”, acrescentou Lula.

RS: homem se fere durante corte de madeira e serra fica presa na barriga

Um homem de 56 anos ficou com uma serra elétrica circular cravada cerca de dez centímetros no abdome por quase três horas. Gregório Matias Steinmetz se feriu com o equipamento enquanto serrava madeira em em Campina das Missões, no noroeste do Rio Grande do Sul, na segunda-feira. Socorrido ao hospital da cidade, Steinmetz precisou ser transferido para o Hospital Vida & Saúde de Santa Rosa, distante cerca de 43 quilômetros. Durante todo o trajeto, uma enfermeira ficou segurando a serra presa à barriga do paciente. “O atendimento no hospital de Campina foi correto, pois nunca deve-se retirar o objeto antes da cirurgia, pois corre o rico de hemorragia”, explicou o médico Maurício Romano. Em Santa Rosa, Steinmetz passou por uma cirurgia para a retirada da serra que durou cerca de duas horas e meia. Segundo a assessoria do Hospital Vida & Saúde, o fato do homem ser transplantado do rim complicou um pouco o procedimento. Mesmo assim, a cirurgia foi considerada um sucesso pela equipe do hospital e o paciente está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas passa bem. “Não tem preço que pague a ajuda dos enfermeiros e médicos que salvaram a minha vida”, disse Steinmetz. A mulher do paciente, Frida, brincou com o fato do marido ter sobrevivido ao acidente e a um transplante e disse que ele tem sete vidas. “Ele se salvou mais uma vez”, comemorou. (Terra)

Dilma sanciona projeto de lei que transforma 2 de Julho em data nacional


A presidente Dilma Rousseff sancionou, na semana passada, o projeto que institui o dia 2 de Julho como data histórica no calendário das efemérides nacionais. A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA), autora do projeto de lei 61/2008, que eleva o dia da Independência da Bahia à condição de data nacional, esclarece que a proposição não prevê a criação de mais um feriado nacional, mas faz jus “ao relevante papel que a independência da Bahia significou para a consolidação da libertação do Brasil do jugo da coroa portuguesa”. A parlamentar considera que a instituição da data também vai contribuir para ampliar o debate em torno da restituição do nome 2 de Julho ao aeroporto internacional de Salvador, que passou a ser denominado Deputado Luiz Eduardo Magalhães após a morte do político baiano, em 1998.  A volta do antigo nome ao terminal aeroportuário da capital baiana tramita na Câmara dos Deputados. O projeto de lei 6106/2002 é de autoria do deputado Luiz Alberto (PT-BA)

SP: Marcha da Maconha neste sábado terá shows e blocos temáticos

SP: Marcha da Maconha neste sábado terá shows e blocos temáticos

A Marcha da Maconha marcada neste sábado (8) em São Paulo contará com shows e blocos temáticos sobre drogas, feminismo, uso medicinal e religioso da erva. De olho na violência gerada pela proibição, o lema escolhido é “Proibição mata: legalize a vida”. A concentração começará às 14h no Masp (Centro), com saída prevista para as 16h. Os participantes deverão percorrer a Ruas Augusta e Consolação, além da Praça da República, onde ocorrerão os shows. Entre as atrações confirmadas estão Soul Shakers, Sombra, Zulu Soljah e James Venture e Avante Coletivo. A jornalista Gabriela Moncau, de 23anos, uma das participantes do coletivo que organiza o evento, explica que a ideia dos blocos temáticos é ter uma troca com manifestantes de outras causas. “A questão do antiproibicionismo perpassa muitas outras: o encarceramento em massa, o racismo, o feminismo, a questão antimanicomial”, disse. “Todos nós, usuários ou não de drogas, vivemos em uma guerra. As drogas foram proibidas sob um discurso de saúde pública, mas a proibição causa mortes e não inibe o consumo”, defendeu Gabriela.

No Recife, carne de cavalo usada para fazer cachorro-quente é apreendida

A Delegacia de Crimes contra o Consumidor apreendeu cerca de 500 kg de carne de cavalo no mercado público do bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife, na manhã desta sexta-feira (7). Uma mulher de 62 anos, que estava comercializando o produto em um dos boxes do local, foi detida. Aos policiais, ela contou que vendia a carne por necessidade e que o produto era utilizado em quiosques de cachorro-quente. De acordo com o delegado responsável pela apreensão, Roberto Wanderley, a carne vinha de um matadouro clandestino na cidade deLajedo, no Agreste de Pernambuco. A mulher fazia o comércio durante a madrugada, para evitar fiscalizações. “Ela não era vendida ao consumidor comum. Os comerciantes sabiam que era carne de cavalo, e eles também compravam para fazer espetinho e vender na rua”, disse. A comercialização da carne de cavalo é proibida por lei em todo o Brasil. Como o produto é fornecido por matadores clandestinos, não há controle sanitário. A vendedora prestou depoimento na Delegacia do Consumidor, no bairro da Boa Vista, área central da cidade. Ela será encaminhada à Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, Zona Oeste da cidade. A carne será recolhida e incinerada pela Vigilância Sanitária. (Voz da Bahia)

Juíza é morta a tiros dentro de fórum em MT

A juíza Glauciane Chaves de Melo foi morta a tiros por volta das 11h desta sexta-feira (7) durante horário de expediente no interior do Fórum da Comarca de Alto Taquari, a 509 km de Cuiabá. A Polícia Militar informou que o suspeito do crime é o ex-marido dela. Ele teria entrado no local, efetuado disparos contra a magistrada e fugido, em seguida. A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada a um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A polícia informou que está fazendo buscas na região na tentativa de localizar o suspeito do crime. No entanto, até as 12h desta sexta-feira, ele ainda não havia sido preso. Por conta do crime, o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), Orlando Perri, informou, por meio de nota, que irá até o município para acompanhar de perto o caso.
Para auxiliar nas buscas pelo suspeito, foi solicitado o reforço de agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Polícia Militar da região Araguaia. Ainda para evitar a fuga do ex-marido da juíza, as rodovias de acesso aos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul devem ser bloqueadas pela Polícia Rodoviária Federal. Glauciane tomou posse do cargo em junho do ano passado. Antes ela tinha atuado como advogada e como assessora de um juiz em Belo Horizonte (MG). Conforme informação divulgada pela assessoria do TJ-MT na época na posse, Glauciane ficou classificada em 20º lugar no concurso e escolheu a Comarca de Alto Taquari para trabalhar ao levar em consideração ser um local tranquilo para atuar. Quando se mudou para a cidade, ela estava casada. Segundo o TJ-MT, o casal se separou em dezembro do ano passado. Eles não tiveram filhos. 

Justiça determina bloqueio das contas da Band para indenizar Xuxa

A 48ª Vara Cível do Rio de Janeiro determinou o congelamento das contas bancárias da Rede Bandeirantes para a indenização da apresentadora Xuxa, no valor de R$2,4 milhões. A decisão, confirmada ao Terra pelo advogado de Xuxa, foi tomada após um processo aberto por danos morais e materiais, quando a emissora exibiu, em 2008, fotos de um ensaio nu que a apresentadora da TV Globo realizou para uma revista masculina. Na época, as imagens foram mostradas por Leão Lobo, no programa De Olho nas Estrelas. Segundo a assessoria de imprensa da Rede Bandeirantes, a decisão do congelamento das contas da emissora foi determinada apenas pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. “A decisão é um atentado à liberdade de expressão e ainda existe recurso pendente de julgamento no Supremo Tribunal Federal”, afirmou a assessoria, ao frisar que as contas da Rede Bandeirantes ainda não foram bloqueadas.

Resolução de trânsito que obriga emplacamento de tratores entra em vigor

Resolução de trânsito que obriga emplacamento de tratores entra em vigorA resolução do Conselho Nacional de Transito (Contran) que obriga registrar no Sistema do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) tratores destinados a puxar ou arrastar maquinaria de qualquer natureza ou a executar trabalhos agrícolas, de construção, pavimentação ou guindastes entrou em vigor neste sábado (1º). De acordo com a Agência Brasil, quem descumprir a determinação de emplacar os veículos estará sujeito ao pagamento de multa, cujo valor atual é de R$ 191,54. Além disso, terá o trator apreendido e sete pontos anotados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) da Câmara Federal criticou a medida. “Essa norma é absurda. Deve ter sido feita por um burocrata urbano, sem levar em conta a questão rural”, avaliou o deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), vice-presidente da FPA. O parlamentar é autor de um projeto que defende equiparar as máquinas agrícolas aos carros bélicos, que não necessitam de registro.(Bahia Notícias)