Temer diz que Joesley fez ‘crime perfeito’ e anuncia que vai pedir suspensão de inquérito

temmerO presidente Michel Temer fez um segundo pronunciamento na tarde deste sábado (20) sobre as delações premiadas dos executivos da empresa JBS. Em sua fala, ele disse que o executivo Joesley Batista cometeu o “crime perfeito” e anunciou que a sua defesa vai entrar com um pedido no Supremo Tribunal Federal para suspender o inquérito contra ele. Temer fez duras críticas ao empresário e ao fato dele ter sido liberado pela Justiça. “O autor do grampo está livre e solto nas ruas de Nova York. Ele não passou um dia na cadeia”, bradou. Ele citou a matéria do jornal Folha de S. Paulo publicada nesta sexta-feira (19) em que peritos apontam a existência de pelo menos 50 cortes na gravação gravada entre Joesley e Temer. Com base na reportagem, ele criticou a divulgação do áudio por conta dos problemas acarretados à economia do país e questionou os interesses por trás da investigação. “Essa gravação clandestina foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos. Incluída no inquérito sem a devida averiguação, ela levou muitas pessoas ao engano induzido e levou grave prejuízo ao Brasil. Por isso, no dia de hoje, estamos entrando com petição no Supremo Tribunal Federal para suspender o inquérito proposto até que seja verificada em definitivo a autenticidade da gravação”, pontuou. Temer lembrou outras notícias divulgadas nos últimos dias para argumentar que a JBS lucrou com o caso. “A notícia foi vazada por gente ligada ao grupo empresarial. Antes a empresa comprou um 1 bilhão de dólares porque sabia que siso provocaria o caos no câmbio. Por outro lado, sabendo que a divulgação da gravação derrubaria as ações da empresa, tirou as ações da bolsa”, acusou. (Bahia Notícias)

Dono da JBS gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha, diz jornal

Dono da JBS gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha, diz jornal
Dono da JBS gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha, diz jornal

Os donos da JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato. A informação é do colunista do jornal “O Globo” Lauro Jardim.

Segundo o jornal, o empresário Joesley Batista entregou uma gravação feita em março deste ano em que Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Lourdes (PMDB-PR) para resolver assuntos da J&F, uma holding que controla a JBS. Posteriormente, Rocha Lourdes foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil, enviados por Joesley.

Em outra gravação, também de março, o empresário diz a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada para que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na gravação: “tem que manter isso, viu?”

Na delação de Joesley, o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, é gravado pedindo ao empresário R$ 2 milhões. A entrega do dinheiro a um primo de Aécio foi filmada pela Polícia Federal (PF). A PF rastreou o caminho do dinheiro e descobriu que foi depositado numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG). (mais…)

TCM multa ex-prefeito de Utinga por irregularidades na contratação de bandas

alberto munizO Tribunal de Contas dos Municípios multou em R$15.750,00 o ex-prefeito de Utinga, Luiz Alberto Silva Muniz, por irregularidades na contratação de artistas e bandas, através de inexigibilidade de licitação, ao custo total de R$315.000,00, no exercício de 2016.
O relator do processo, conselheiro Mário Negromonte, afirmou que as cartas de exclusividade apresentadas não se fizeram acompanhar de documentos que atestassem o vínculo legal dos cedentes em relação às bandas e artistas, de modo a legitimar e conferir legalidade aos contratos de cessão de direitos e obrigações.
Deste modo, sendo impossível comprovar que o cedente possuía poderes de representação em relação às atrações artísticas previamente à assinatura dos contratos de cessão firmados com a empresa contratada pelo município, fica comprometida a contratação realizada.
Cabe recurso da decisão. (TCM)

Eduardo Cunha é condenado a 15 anos de reclusão

eduardoO juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, condenou nesta quinta-feira (30) o deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha a 15 anos e 4 meses de reclusão. Esta é a primeira condenação dele.

Eduardo Cunha foi condenado por corrupção passiva pela solicitação e recebimento de vantagem indevida no contrato de exploração de petróleo em Benin, por três crimes de lavagem de dinheiro e dois crimes de evasão fraudulenta de divisas.

O ex-presidente da Câmara foi preso no dia 19 de outubro de 2016, em Brasília. Atualmente, ele está detido no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Na denúncia oferecida à Justiça Federal, o Ministério Público Federal (MPF) acusado Eduardo Cunha de receber propina em um contrato da Petrobras para a exploração de petróleo no Benin, na África.

Moro absolveu o deputado cassado de lavagem de dinheiro em relação uma transferência bancária internacional porque, de acordo com o juiz, os valores não foram provenientes de vantagem indevida, e de evasão de divisas em relação à omissão de saldo de contas mantidas no exterior.

“O condenado recebeu vantagem indevida no exercício do mandato de Deputado Federal, em 2011. A responsabilidade de um parlamentar federal é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Não pode haver ofensa mais grave do que a daquele que trai o mandato parlamentar e a sagrada confiança que o povo nele deposita para obter ganho próprio. Agiu, portanto, com culpabilidade extremada, o que também deve ser valorado negativamente”, afirmou o juiz federal na sentença. (G1)

 

Treze baianos foram contra lei das terceirizações e 19 votaram a favor; veja lista

alba
Dirigente sindical, Bebeto não votou | Foto: Antonio Augusto / Ag. Câmara

A aprovação da lei que permite a terceirização em atividades-fim das empresas, na noite desta quarta-feira (22) (veja aqui), teve 13 votos contrários de deputados federais baianos, porém os parlamentares que aprovaram a alteração na legislação foram maioria: 19 no total. O deputado Pastor Luciano (PRB) se absteve e outros seis não participaram da sessão nesta quarta. Apenas deputados de oposição ao governo Michel Temer (PMDB) foram contra o projeto: Afonso Florence (PT), Alice Portugal (PCdoB), Bacelar (PTN), Caetano (PT), Daniel Almeida (PCdoB), Davidson Magalhães (PCdoB), Félix Mendonça Júnior (PDT), Irmão Lázaro (PSC), Nelson Pellegrino (PT), Robinson Almeida (PT), Valmir Assunção (PT) e Waldenor Pereira (PT) – Uldurico Junior (PV), no entanto, foi contra, apesar de votar majoritariamente com o governo. Entre os favoráveis constam: Arthur Oliveira Maia (PPS), Benito Gama (PTB), Cacá Leão (PP), Claudio Cajado (DEM), Elmar Nascimento (DEM), João Carlos Bacelar (PR), João Gualberto (PSDB), José Carlos Aleluia (DEM), José Carlos Araújo (PR), José Nunes (PSD), José Rocha (PR), Jutahy Júnior (PSDB), Márcio Marinho (PRB), Mário Negromonte Jr. (PP), Paulo Azi (DEM), Paulo Magalhães (PSD), Roberto Britto (PP), Ronaldo Carletto (PP) e Sérgio Brito (PSD). Dos seis parlamentares faltosos, o deputado Bebeto (PSB), dirigente sindical ligado ao segmento da construção pesada, não participou da votação. Ainda estavam ausentes Tia Eron (PRB), Antônio Brito (PSD), Erivelton Santana (PEN), Jorge Solla (PT) e Lúcio Vieira Lima (PMDB).

Ato Público na cidade de Bonito contra a reforma da Previdência e protesto contra a terceirização

aplb bonito

Aconteceu nesta sexta-feira (24), na cidade de Bonito, região da Chapada Diamantina, um ato público promovido pela APLB (Sindicato dos Profissionais da Educação), Sindicato dos Servidores Público e STR (Sindicato do Trabalhadores Rurais de Bonito), em que reuniu vários manifestantes e trabalhadores de diversos seguimentos.  Usando carro de som e proferindo palavras de ordem, o grupo saiu em passeata por diversas ruas da cidade para protestar contra a aprovação da Lei da Terceirização na Câmara Federal e contra a Reforma da Previdência que está em tramitação no Congresso Nacional.

Após assembleia realizada na última sexta-feira (18), quando ficou decidido a adesão à greve geral de 5 dias;  desde a última segunda-feira (20/03), não tem aula no município de Bonito, tanto nas escolas municipais como na rede estadual.  Nesta sexta-feira (24), uma escola da rede particular também aderiu ao movimento.

Na segunda-feira, dia 20, os manifestantes participaram do movimento em São Gabriel, Presidente Dutra e Lapão; na teça dia 21,  no Distrito de Catuaba, dia 22 em Cabeceira do Brejo, dia 23 em Botafogo e dia 24 na sede do município. Amanhã às 9h:00 da manhã, está previsto uma reunião na Câmara de Vereadores para uma avaliação da agenda de trabalho.

Na próxima segunda-feira (27), as escolas voltarão a funcionar, porém os servidores continuarão atentos e, outros movimentos poderão ocorrer contra a reforma da previdência (Blog do Léo Barbosa)

aplb bonito1

aplb bonito2

Projeto que extingue vários cargos públicos efetivos é aprovado na Câmara de Vereadores de Utinga

dr. lucas3O Vereador Dr. Lucas Leal, em contato com a nossa redação, falou sobre o Projeto de Lei 06/2017 aprovado na Câmara Municipal na última quarta-feira 15/03. O edil, destacou os pontos falhos do projeto e falou da sua decepção ao ver o citado projeto ser aprovado, apesar das falhas grotescas. De acordo com Lucas, no momento em que estava expondo essas falhas no plenário, o seu direito de voz foi cassado pelo presidente da câmara, sendo cortado inclusive o microfone, na clara intenção de impedir que a mensagem chegasse à sociedade utinguense.

dr. lucas2
Vereador Dr. Lucas após o corte do microfone

Ontem foi votada a extinção de alguns cargos públicos, o que resultará na colocação “em disponibilidade” dezenas de servidores públicos concursados, que entraram legalmente na prefeitura e, que se não forem reaproveitados receberão a fração 1/35 de seus salários por mês para cada ano trabalhado. Para se ter uma ideia disto, um auxiliar de pedreiro que recebe 937 reais e que trabalhe há 4 anos na prefeitura passará a receber algo em torno de 107 reais por mês, menos do que um beneficiário do Bolsa Família para se sustentar – disse Dr. Lucas.

Ainda segundo o Vereador, o projeto em si é extremamente falho e ilegal, já que não consegue comprovar a desnecessidade dos cargos extintos, que por si só já seria suficiente para ser rejeitado pela câmara, mas ainda houve o agravante de muitos erros de edição, como por exemplo, ao invés de se ter um número válido de vagas para Motorista classe D, tinha no lugar do número o sinal -“. O salário do nutricionista era apontado no projeto votado e aprovado pelos vereadores da situação como .”354.00. Erros grotescos que nunca deveriam estar numa lei e que lá estiveram e mesmo assim a matéria passou na Câmara de Vereadores de Utinga. (Blog do Léo Barbosa)
pl 06

tabela de altração de funçõesmotorisa d

Andaraí/BA: Após manifestação na prefeitura, 17 servidores afastados na gestão anterior retornam aos seus postos

andaraí
Na tarde de ontem, 10/03, servidores da prefeitura de Andaraí, afastados pelo antigo gestor Wilson Cardoso, por conta de uma greve geral deflagrada em 2014 pela APLB Sindicato, em busca de um plano unificado para todos os profissionais da educação (professores, merendeiras, porteiros, motoristas etc.) Na negociação, o então gestor aprovou o plano e não contemplou o restante dos profissionais, somente os professores. De acordo com um servidor do município, como o pessoal dos serviços gerais também estava participando da paralisação, 17 desses servidores foram afastados pelo gestor, alegando que a greve era ilegal.

Foram julgados os processos em três instâncias e, todas as mães de família ganharam por unanimidade.

E ainda assim, desde o final do ano de 2016, o prefeito anterior, Wilson Cardoso estava descumprindo ordem judicial e o atual gestor também continuou descumprindo, até que o sindicato resolveu tomar medidas drásticas – Resolveu convocar os servidores afastados e acampar na prefeitura até que a situação se resolvesse.

De acordo com um dos manifestantes, o prefeito João Lúcio Carneiro (PSD) estava em Seabra, e só chegou no fim da tarde, vindo a atender os manifestantes por volta das 18h:00.

Ainda de acordo com um leitor do blog, a cerca de 30 dias, o sindicato a fim de resolver a questão, ainda propôs que reintegraria o pessoal e os valores fossem devidos em 16 vezes, mas não houve retorno da proposta. Só ontem a proposta do gestor que seria em pagar somente 50% do valor devido em 46 vezes, ou seja, durante sua gestão. O sindicato não aceitou e ficou de encaminhar uma contra proposta.  Porém ficou acertado o retorno dos 17 servidores aos sus postos de trabalho. (Blog do Léo Barbosa)

andaraí3

Rodrigo Maia é reeleito em primeiro turno presidente da Câmara dos Deputados

rodrigo maiaO deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) obteve 293 votos e se reelegeu nesta quinta-feira (2) em primeiro turno presidente da Câmara para o biênio 2017-2018.
Ele derrotou outros cinco candidatos que também estavam na disputa: Jovair Arantes (PTB-GO), Luiza Erundina (PSOL-SP), Júlio Delgado (PSB-MG), André Figueiredo (PDT-CE) e Jair Bolsonaro (PSC-RJ).
No total, votaram 504 dos 513 deputados. Para ser eleito em primeiro turno, Maia necessitava de pelo menos metade mais um dos votos (253). Confira a votação de cada um:
Rodrigo Maia: 293 votos
Jovair Arantes: 105 votos
André Figueiredo: 59 votos
Júlio Delgado: 28 votos
Luíza Erundina: 10 votos
Jair Bolsonaro: 4 votos
Votos em branco: 5
Após a eleição do presidente, a Câmara elegeu os demais integrantes da Mesa Diretora: os dois vice-presidentes, os quatro secretários e os quatro suplentes de secretaria.
A candidatura de Maia chegou a ser contestada na Justiça pelos adversários, mas uma decisão liminar (provisória) do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), na noite de quarta-feira (1º) permitiu que ele participasse da disputa.
Por isso, Maia esperou a definição do Supremo para só então fazer o registro oficial da sua candidatura, o que aconteceu a uma hora e meia do fim do prazo.

(mais…)

Prefeito de Bom Jesus da Lapa é eleito presidente da UPB

euresO prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PSD), foi eleito, no final da tarde desta quarta-feira (25), presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB). O ex-deputado estadual, que comanda o Executivo lapense pelo segundo mandato, tinha o apoio dos partidos que compõem a base aliada do governador Rui Costa (PT) e era considerado o candidato da situação. A disputa pela UPB em 2017 ficou marcada pelo empenho de dois polos políticos bem distintos na Bahia. De um lado, o governador Rui Costa com apoio a Eures. Do outro, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que declarou apoio ao candidato de oposição Luciano Pinheiro. A vitória de Eures confirma o favoritismo frente ao apoio dos partidos que congregam o maior número de prefeituras no Estado: PSD e PP, legendas que integram a base aliada do governador Rui Costa. (Bahia Notícias)