Utinga: Delegacia do interior baiano é selecionada pelo Prêmio Innovare

O investigador Assis Castro de Oliveira, da Delegacia de Utinga, autor do projeto que foi selecionado pela Innovare
O investigador Assis Castro de Oliveira, da Delegacia de Utinga, autor do projeto que foi selecionado pela Innovare

O objetivo da Seleção Pública é premiar projetos sociais que promovam benefícios ao Sistema Judiciário Brasileiro

O Prêmio Innovare, promovido pela Fundação Roberto Marinho e o Conselho Nacional de Justiça, selecionaram na categoria “Justiça e Cidadania” o Projeto Social ” Apoio Ao Conselho Tutelar e Ministério Público”,  inscrito pela Delegacia Territorial de Utinga, que pertence a 12° Coordenadoria de Itaberaba, município baiano localizado na região próxima à Chapada Diamantina.

A Comissária Julgadora do Prêmio Innovare é composta por ministros do Supremo Tribunal Federal, STJ, desembargadores, promotores, juízes, defensores e advogados.

O Instituto Innovare tem a finalidade de premiar ações do Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e de advogados que contribuam para a efetividade e democratização do Sistema Judiciário Brasileiro.

O investigador Assis Castro de Oliveira, da Delegacia de Utinga, autor do projeto que foi selecionado pela Innovare, explica que a iniciativa, desde 2015, acompanha os casos de  denúncias que envolvem crimes de violência doméstica e abusos de incapazes( crianças, adolescentes, deficientes físicos e idosos) nos distritos e povoados da região de Utaberaba.

 ” O interior tem uma carência maior desse tipo de ação. Esse projeto demonstrou a boa vontade dos servidores em resolver esse crimes de abuso. Foi um trabalho de equipe!”, comemorou o investigador, lembrando ainda que os casos foram encaminhados ao Ministério Público e ao Conselho Tutelar. Uma visita técnica ao município  será agenda pela Comissão Julgadora do Instituto como próxima etapa da Seleção Pública.

O Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, parabeniza a iniciativa do investigador Assis e da Delegacia de Utinga.” Esse  Projeto  demonstra que a Polícia Civil tem vários talentos que não são valorizados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. Fomenta à inovação e reafirma o compromisso dos policiais civis com a sociedade brasileira. Queremos avançar na qualidade do serviço que prestamos ao país”, pontua Marcos Maurício. (ASCOM SINDPOC)

Em sessão solene, Câmara de Vereadores de Bonito presta homenagem as Polícias Civil e Militar

Policiais recebem Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Vereadores de Bonito/BA
Policiais recebem Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Vereadores de Bonito/BA

Aconteceu nesta sexta-feira (19),  na Câmara Municipal de Vereadores de Bonito, a sessão solene que homenageou as polícias Civil e Militar com uma Moção de Aplausos pelos excelentes serviços prestados no município. A homenagem foi uma inciativa do presidente da Câmara, o vereador Alek Sandro, que ao usar a tribuna, fez questão de ressaltar o brilhante trabalho que o Comandante da Polícia Militar, Sargento Simão, vem desenvolvendo em Bonito, tanto no combate a criminalidade como na prevenção, com projetos em parceria com a comunidade, como é o caso do PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas.  De acordo com o edil, os índices de criminalidade vem caindo significativamente no município nos últimos anos, graças ao trabalho sério das polícias Civil e Militar.

Prefeito Reinan de Lourinho destaca o trabalho das polícias Civil e Militar no município
Prefeito Reinan de Lourinho destaca o trabalho das polícias Civil e Militar no município

Entre os homenageados, estavam o Delegado da Polícia Civil, Bel. Disney Gomes Ramos, o IPC Carlos Brito, o EPC Inho, o Capitão PM Joel Soares e Silva, o Tenente Coronel PM Valter Araújo e o Sargento Simão.

publico
Representantes da sociedade civil participam da sessão solene para homenagear as polícias Civil e Militar de Bonito

Estiverem presentes na sessão solene, além dos 9 vereadores, o diretor de Cultura Wesklei Sena, a Secretária de Assistência Social Arlete, o Secretário de Educação e ex-prefeito Edivam Cedro e o Prefeito Reinam de Lourinho. Participaram também do evento representantes de diversos seguimentos da sociedade, como comerciantes, professores, diretores escolares, APLB Sindicato entre outros. (Blog do Léo Barbosa)

Secretário de Educação Edinho ressalta a importância da parceria do município com as polícias Civil e Militar

placa pm e vereadores

 

Onda de assaltos assombra moradores de Wagner/BA. Falta policiamento

assalto wagnerUma onda de assaltos e roubos a residências assusta moradores da cidade de Wagner – BA. Historicamente calma e tranquila, a pequena cidade de 10 mil habitantes enfrenta um surto de violência nas últimas semanas e coloca moradores em alerta.

Apenas na noite desta terça-feira (09), foram registrados dois assaltos consumados, um arrombamento a comércio, uma tentativa de arrombamento a residência e uma troca de tiros. Segundo informações de moradores, os assaltos teriam sido realizados por homens armados. Nas semanas anteriores os alvos foram residências, que foram arrombadas e saqueadas pelos marginais.

Um morador contou à nossa redação ter se deparado com um suspeito, que teria sacado uma arma de fogo da cintura no meio da rua. Assustado, o morador que não quis se identificar, disse ter baixado a cabeça e esperado pelo pior, mas o elemento teria guardado a arma de volta e seguido em frente.

O município conta com apenas dois policiais militares efetivos, o que torna impossível à Polícia Militar garantir a proteção da população. Hoje, diante dos registros assustadores da noite passada, um efetivo de reforço da PM apareceu para auxiliar, mas se não permanecerem, a situação tende a se intensificar, já que a sensação de impunidade estimula a prática criminosa.

A onda de violência está inclusive estimulando uma possível mudança no horário das sessões da Câmara de Vereadores, já que o Presidente da Casa Legislativa Municipal não se sente seguro em se deslocar tarde da noite para sua residência no distrito de Cachoeirinha. Se até as autoridades buscam se esconder, com medo dos bandidos, o que será do cidadão comum, desprovido de qualquer recurso de segurança? Acuados, os moradores se impõem um toque de recolher voluntário, na esperança de que as autoridades tomem providências para restabelecer a ordem no município. (Tribuna da RIDE)

CIPE Chapada realiza palestra sobre uso de drogas, para jovens da zona rural de Boninal

CIPE PALESTRA

Na última terça-feira, 26/04, a CIPE Chapada ministrou uma palestra sobre  “Drogas e suas Consequências”  no Colégio Municipal do Cedro, na zona rural de Boninal.
A palestra foi ministrada pelo Capitão Éber Estácio, subcomandante da CIPE CHAPADA, e estavam presentes cerca de 60 alunos entre 12 e 17 anos, alem da coordenadora pedagógica de Boninal, profª Solange, da diretora da escola, profª Cleidineia e demais professores e funcionários.
O encontro foi bastante exitoso, recebendo elogio dos alunos e professores presentes, demonstrando desta forma a importância da educação na formação do caráter e personalidade dos cidadãos de bem.
CIPE CHAPADA, contribuindo para redução do consumo de DROGAS pelos jovens da Região da CHAPADA Diamantina. (Informações CIPE Chapada)
CIPE PALESTRA1 CIPE PALESTRA2

CIPE Chapada comemora primeiro ano de atuação

cipe 1 anoNo dia 02/05/2016, após um criterioso e rigoroso processo de seleção e recrutamento, a Companhia Independente de Policiamento Especializado da Região da Chapada Diamantina (CIPE/Chapada) iniciou sua atividade, composta inicialmente por 100 (cem) guerreiros forjados para desbravar toda extensão dos 41 (quarenta e um) municípios sob a responsabilidade da Unidade, de áreas Urbanas até as mais inóspitas zonas rurais, buscando preservar a ordem pública e a paz social.
Desde a sua ativação, a CIPE/Chapada vem maximizando a sensação de segurança na região, com significativos resultados operacionais no combate ao crime.

A missão ao completar 1 (um) ano consagra-se vitoriosa, já percebido pelos quatro cantos das comunidades da Chapada Diamantina e do Médio São Francisco.
Nesta data importante, renovamos nosso compromisso de continuar realizando nosso trabalho com “força e destemor para avançar e vencer”

Chapada, Bahia, Brasil!

ações

Bahia: Teto da delegacia de Ibirataia desaba outra vez

delegacia-ibirataiaPor volta de meio dia desta sexta-feira (28), populares ouviram um grande barulho, no antigo Mercado Municipal, local onde funciona a Delegacia de Polícia de Ibirataia. De acordo informações do blog Tesouras Notícias, uma coluna que suportava a parte do teto acabou se rompendo e causando o acidente. Não houve vítimas. O madeiramento do teto caiu no local onde pessoas aguardam por atendimento e por pouco não causou uma tragédia. O Departamento de Polícia Técnica da cidade de Jequié periciou o local.
Vale lembrar que na parte de baixo no local onde foi desabado funciona um almoxarifado da Prefeitura Municipal. Felizmente não havia ninguém trabalhando na hora do desabamento. Agente da Polícia Civil informou a nossa redação que na carceragem estão três presos, mas o local das selas não foi atingido. Essa é a segunda vez que o teto do complexo policial de Ibirataia desaba. Em agosto de 2012, o caso foi registrado pela primeira vez. À época, o telhado caiu por volta das 22h, ninguém ficou ferido.

Inauguradas, as novas instalações da delegacia garantem mais segurança para Utinga

dp1
A nova delegacia oferece melhores condições de trabalho para a policia civil e militar.

Autoridades policiais civis, militares e muitas lideranças populares, foram recepcionadas pelo prefeito Joyuson Santos Vieira (PSL) no final da tarde da sexta-feira, 17, quando foram inauguradas as novas instalações da Delegacia de Policia de Utinga. “As instalações antigas eram absurdamente deterioradas”, criticou o prefeito, A destacando a resolutividade da atual administração que, em apenas 20 dias, reformou e equipou a nova delegacia na Rua São José. O ato contou com a presença do delegado regional Geraldo Adolfo, coordenador da 12ª Coorpin de Itaberaba, que veio representando a SSP, além dos delegados Rogério Menezes (titular de Mundo Novo e substituto em Utinga), Meire Lúcia Macedo (titular de Nova Redenção e substituta de Wagner), Marcus Alessandro (plantonista da 12ª Coorpin e substituto de Boa Vista do Tupim), Maj. PM Freitas Filho representando o 11º Batalhão de Itaberaba, acompanhado pelo Maj. Carlos Augusto, comandante da RONDESP Chapada, sediada em Itaberaba e o Ten.PM Cerqueira, comandante da Cia PM Chapada.

Fim ao descaso com a segurança

dp3
O delegado Rogério Menezes saudou as autoridades e agradeceu ao prefeito pela agilidade na instalação da nov a delegacia.

A nova delegacia encera um ciclo de quatro anos negativos para a segurança no município, vez que as antigas instalações foram motivo de reportagem denúncia do jornal O Paraguaçu, sob o título “Desaparelhada e abandonada pela SSP, a Delegacia de Utinga funciona precariamente”. A matéria revelou que a antiga delegacia era a pior da Bahia, demonstrando a incapacidade do ex-prefeito Alberto Muniz (PSD), que durante seu mandato não firmou parceria com a SSP para melhorar as ações da Policia Civil. “Agora a nova delegacia totalmente reformada conta com novos equipamentos, Internet, ar-condicionado, dando condições para o trabalho dos agentes da civil e delegados, onde as pessoas serão atendidas dignamente”, citou o prefeito Joyuson informando que apesar das dificuldades que passa as contas públicas, conseguiu investir R$30.0 mil na obra em parceria com a SSP.

Base para Policia Militar

dp4
O ato contou com a presença de diversas autoridades da segurança pública.

Em diálogo com nosso editor, jornalista Salvador Roger de Souza e o Maj. PM Freitas Filho, o prefeito Joyuson afirmou que a próxima meta da prefeitura, para ampliar a segurança no município, será a reforma e melhoria na antiga casa dos juízes para lá instalar a Cia Militar. “Nosso próximo projeto é entregar instalações decentes para a Policia Militar”.

Para tanto, o prefeito disse que estará agilizando junto ao Tribunal de Justiça da Bahia, o retorno do imóvel para o controle e uso do município, já que não está sendo mais utilizada pelo TJ. “Há mais de 20 anos que esse imóvel está abandonado e sem uso – declarou o gestor municipal – e esperamos contar com o bom senso dos desembargadores do TJ, para que nossa Utinga alcance melhores condições para os serviços de segurança dos nossos cidadãos e toda a sociedade utinguense”. Afirmou o prefeito confiante.

dp2
O prefeito Joyuson, o vice Átila Karagoglan, o coordenador da 12ª Coorpin, Geraldo Adolfo e o delegado Rogério, descerram a placa inaugural

Presos em Ipirá liberam refém após rebelião; celas foram destruídas

ipira rebeliao
O carcereiro Roseval Pereira, ficou dentro da unidade desde o início do motim | FOTO: Montagem do JC/Cristina Villarino |

Os presos rebelados na delegacia de polícia do município de Ipirá liberaram o refém na tarde desta segunda-feira (13). O carcereiro Roseval Pereira, de 52 anos, que fiscaliza os detentos da unidade policial, ficou dentro da unidade desde o início do motim. Ele é conhecido popularmente como ‘Farracho’. Pereira disse para a imprensa local que “foi bem tratado pelos presos e que passa bem”. Segundo informações, todas as celas foram alvo de depredação, inclusive com grades arrancadas. Na unidade estão detidos 35 presos acusados de diferentes crimes. (mais…)

Governo convoca novos delegados e escrivães para Polícia Civil

pc delegadoO Governador Rui Costa anunciou, por meio de suas redes sociais, a nomeação de 14 novos delegados e 15 escrivães na Polícia Civil baiana, aprovados no concurso Saeb/PC número 001/2013.Com esta convocação, o total de nomeados deste certame chegará a 676, ultrapassando o número de vagas previsto originalmente no Edital (600).
O impacto econômico total na folha de pagamento do Estado será de R$ 54 milhões anuais. O Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (22) publica a relação dos candidatos convocados, os locais e horários em que devem se apresentar, além da relação dos documentos exigidos. Confira em anexo o Edital de Convocação na íntegra.
O concurso para a Polícia Civil do Estado foi iniciado em 2013, mas sofreu atrasos por causa de recursos judiciais impetrados por candidatos.Depois de passar por todas as etapas do concurso e pelo curso de formação da Polícia Civil, a nomeação dos aprovados também sofreu retardamento em função de o Estado ter ficado legalmente impedido de nomear novos servidores públicos por ter extrapolado o limite prudencial, determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)

Especialista em segurança quer fim do cargo de delegado

Rio – Acabar com o cargo de delegado ou extinguir a exigência de que a função seja exercida por alguém formado em Direito, de forma a permitir que policiais experientes, com conhecimento das ruas, possam ascender na carreira. É isso que vai defender hoje o sociólogo Michel Misse, professor e coordenador do Núcleo de Cidadania, Conflito e Violência Urbana (NecVu) da UFRJ, durante a mesa que participará no Fórum Brasileiro de Segurança Pública, na Fundação Getúlio Vargas. Michel acenará com números fortes para justificar o pedido de mudança — entre eles o dado de que apenas 1% dos casos de roubos é solucionado no Brasil, segundo pesquisa realizada em 2011.

especialista“Na verdade nem é preciso mais ter delegados. Hoje, um jovem advogado recém-formado passa no concurso, entra numa delegacia sem saber nada de polícia e fica refém da lealdade de agentes mais antigos, que entendem muito mais do assunto do que ele, mas não podem chegar a delegado”, diz Misse, que estará na mesa 4, com o tema ‘Tempo e Fluxo de Processamento de Crimes de Homicídio no Sistema de Justiça Criminal’. Ele terá ao seu lado a doutora em Sociologia da UFMG Ludmila Ribeiro, autora da pesquisa publicada ontem com exclusividade pelo DIA, mostrando que os processos de homicídios, em média, demoram 7,3 anos para serem concluídos em cinco capitais do país. “A polícia do Rio, hoje, está dividida em grupos de lealdade montado por delegados. É uma distorção.”

Para o sociólogo, é preciso tirar a instrução criminal das mãos da polícia, como acontece hoje, para se acelerar o processo dos inquéritos e encerrar a sensação de impunidade que parece crescer no país. Ele defende que a instrução criminal, justamente o dado que obriga o delegado a ser formado em Direito, saia da polícia e vá para as mãos do Judiciário. Policial, para ele, deve tão somente interrogar e fazer um relatório a ser usado pela Justiça. “A polícia deve ser voltada apenas para investigação, trabalhando com grupos de casos. Um assassino não mata uma pessoa só, mata muitas pessoas. Um ladrão também não rouba uma vez só. É preciso fazer um grupo de casos, com modus operandi idênticos.”

A desmilitarização da Polícia Militar também será defendida pelo sociólogo. Ao contrário do imaginário popular, ele acredita que o desarmamento da PM não vai gerar mais violência. “Antes da ditadura de 64, a Polícia Militar ficava aquartelada, não saía nas ruas. É preciso integrá-la à Polícia Civil. Hoje a PM faz uma coisa, e a Civil, outra. Mas é preciso também uma reforma no Ministério Público e no Judiciário.” (mais…)