Especialista em segurança quer fim do cargo de delegado

Rio – Acabar com o cargo de delegado ou extinguir a exigência de que a função seja exercida por alguém formado em Direito, de forma a permitir que policiais experientes, com conhecimento das ruas, possam ascender na carreira. É isso que vai defender hoje o sociólogo Michel Misse, professor e coordenador do Núcleo de Cidadania, Conflito e Violência Urbana (NecVu) da UFRJ, durante a mesa que participará no Fórum Brasileiro de Segurança Pública, na Fundação Getúlio Vargas. Michel acenará com números fortes para justificar o pedido de mudança — entre eles o dado de que apenas 1% dos casos de roubos é solucionado no Brasil, segundo pesquisa realizada em 2011.

especialista“Na verdade nem é preciso mais ter delegados. Hoje, um jovem advogado recém-formado passa no concurso, entra numa delegacia sem saber nada de polícia e fica refém da lealdade de agentes mais antigos, que entendem muito mais do assunto do que ele, mas não podem chegar a delegado”, diz Misse, que estará na mesa 4, com o tema ‘Tempo e Fluxo de Processamento de Crimes de Homicídio no Sistema de Justiça Criminal’. Ele terá ao seu lado a doutora em Sociologia da UFMG Ludmila Ribeiro, autora da pesquisa publicada ontem com exclusividade pelo DIA, mostrando que os processos de homicídios, em média, demoram 7,3 anos para serem concluídos em cinco capitais do país. “A polícia do Rio, hoje, está dividida em grupos de lealdade montado por delegados. É uma distorção.”

Para o sociólogo, é preciso tirar a instrução criminal das mãos da polícia, como acontece hoje, para se acelerar o processo dos inquéritos e encerrar a sensação de impunidade que parece crescer no país. Ele defende que a instrução criminal, justamente o dado que obriga o delegado a ser formado em Direito, saia da polícia e vá para as mãos do Judiciário. Policial, para ele, deve tão somente interrogar e fazer um relatório a ser usado pela Justiça. “A polícia deve ser voltada apenas para investigação, trabalhando com grupos de casos. Um assassino não mata uma pessoa só, mata muitas pessoas. Um ladrão também não rouba uma vez só. É preciso fazer um grupo de casos, com modus operandi idênticos.”

A desmilitarização da Polícia Militar também será defendida pelo sociólogo. Ao contrário do imaginário popular, ele acredita que o desarmamento da PM não vai gerar mais violência. “Antes da ditadura de 64, a Polícia Militar ficava aquartelada, não saía nas ruas. É preciso integrá-la à Polícia Civil. Hoje a PM faz uma coisa, e a Civil, outra. Mas é preciso também uma reforma no Ministério Público e no Judiciário.” (mais…)

Chapada: Rui, Otto e Coronel cumprem agenda em Ruy Barbosa e entregam viaturas à polícia

vtr rb2
Mais qualidade de trabalho para policiais e uma resposta ainda mais rápida às ocorrências das cidades do interior, melhorando o atendimento à população.

Foi para isso que o Governo do Estado investiu mais de R$ 2,4 milhões em vinte nova viaturas para reforçar o policiamento em dez municípios do interior.

A entrega das chaves aos responsáveis pelos veículos foi feita pelo governador Rui Costa na manhã deste sábado (11), no município de Ruy Barbosa, um dos beneficiados.
vtr rb1
“Além de entregar viaturas, queremos conhecer a situação de cada cidade. Sempre estamos discutindo sobre a segurança pública em Salvador, com reuniões mensais. Agora decidimos fazer esses encontros no interior, chamando delegados, oficiais da PM, promotores de justiça e ouvir deles o que poderemos fazer por cada região. A primeira delas será Feira de Santana na próxima semana”, anunciou o governador. (mais…)

Desaparelhada e abandonada pela SSP, a Delegacia de Utinga funciona precariamente

depol1
Espremidos numa sala sem internet, sem refrigeração e sem água, os agentes se viram para dar atendimento.

As piores instalações de uma delegacia de policia da Bahia encontra-se na cidade de Utinga, onde há mais de 10 anos não recebe nenhum tipo de manutenção por parte da Secretaria de Segurança Pública da Bahia. É o que se ouve de muitas pessoas da cidade e dos agentes policiais e cartoriais do município, onde não tem delegado plantonista, apenas a presença sazonal do substituto. Para o agente de polícia civil, Assis, que “se vira nos trinta” para dar andamento às investigações, perseguir e prender criminosos, registrar ocorrências, arquivar, preparar os processo para o delegado de carreira substituto, ora de Mundo Novo ou de Wagner, apenas assinar, “essa situação já perdura há anos, é o que eu precedo desde que cheguei aqui há dois anos”. Ele e o outro agente civil Marcelo, são os únicos de dão atendimento aos serviços burocráticos e ações de campo, contando mais um agente e o apoio da guarnição da Policia Militar.

depol
Com o teto caindo, a delegacia de Utinga é uma demonstração do descaso com a segurança pública.

Situada no centro da cidade, em uma casa antiga, sem manutenção, as instalações da delegacia são muitos sujas, paredes rachadas, teto despencando, xilindró interditado pelo Ministério Público, e salas apertadas som cadeiras e móveis quebrados que são utilizados precariamente. Nas salas os presos são amarrados ou algemados enquanto esperam sua remoção para o Complexo Policial de Itaberaba, há 150km.

Tão precárias que são as instalações não dispõem se quer de água potável nem internet, para o processo de interligação com os sistemas da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Nossa reportagem flagrou o momento em que a professora Ivanilda, diretora do Colégio Clériston Andrade, apresentou queixa na delegacia sobre a vidraça quebrada de uma janela e, para receber a certidão de ocorrência, teve que trazer o toner da impressora da sua escola.

Tanto o agente Assis quanto a pró Ivanilda, revelaram que o estado de abandono dos serviços da policia civil poderá ser resolvido através de um convenio de cooperação técnica que vem sendo articulado pelo prefeito Joyuson Vieira Santos (PSL), envolvendo a prefeitura e a SSP, para implantar a reforma e adequação da delegacia abandonada. (O Paraguaçu)

depol2
As celas do xilindró foram interditadas pelo Ministério Público.

SSP/BA – Região Nordeste recebe Companhia de Policiamento Especializado

cipe-nordeste
Comandada pelo major Wellington Morais dos Santos, a Cipe/Nordeste dispõe de 86 policiais

Cerca de 50 municípios baianos foram beneficiados com a instalação no último dia 27 da Companhia Independente de Policiamento Especializado/Nordeste. Com sede provisória na cidade de Esplanada, a Cipe/Nordeste é a terceira implantada no ano passado, completando a lista de 11 unidades baianas especializadas, com ênfase no policiamento rural.

“A ampliação das unidades especializadas foi uma das promessas do governador Rui Costa à segurança pública e à população baiana e cumprida antes mesmo de completar dois anos de gestão”, destacou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. Ele lembrou ainda que, no ano passado, as regiões Central e Chapada também ganharam novas especializadas, com sede nos municípios de Jequié e Ruy Barbosa respectivamente, “beneficiando milhares de pessoas”.

De acordo com o comandante de Policiamento Especializado, coronel Raimundo Lázaro, a Cipe/Nordeste é a última unidade especializada a ser implantada com base na Lei 13. 2014, de 9 de dezembro de 2014. “As Cipes formam um cinturão de proteção com policiamento rural em todo o interior, responsável por ações preventivas e de repressão qualificada, como o combate a crimes contra instituições financeiras”, explicou. (mais…)

Chapada: Autoridades montam estratégias para segurança na região durante audiência em Wagner

Preocupado com a segurança de seus munícipes, o prefeito Natã Garcia promoveu o debate entre a sociedade e as polícias Civil e Militar | FOTO: Jornal da Chapada |

A segurança pública passou a ser uma das principais preocupações, dos gestores públicos da Chapada Diamantina. Apesar do assunto não competir diretamente às prefeituras, o prefeito do município de Wagner, Natã Garcia Hora (PSD), tomou a iniciativa de promover, nesta sexta-feira (6), uma audiência pública para discutir a segurança da região. A onda de violência na cidade já está afetando a economia com os crescentes números de arrombamentos, roubos de carros, assaltos, e outros crimes que vem tirando o sossego da população.

O encontro foi marcado após o gestor se reunir, no dia 2 de maio, com o senador Otto Alencar (PSD-BA), que é natural da Chapada Diamantina. “Surgiu a ideia de convocar a população para realizar esse debate, pautando os problemas que temos na área de segurança pública. Convocamos esta audiência com acesso da sociedade às informações básicas sobre a temática. Wagner é ainda uma cidade muito jovem e relativamente pequena em número de habitantes se compararmos com outros municípios e esta é a hora de buscarmos medidas efetivas para coibir a criminalidade. A partir do diagnóstico que faremos, vamos buscar soluções para restaurar a tranquilidade no município”, pontua Natã Garcia.

A audiência aconteceu na Casa Paroquial, localizada na Av. Doutor Udi, no centro do município, e, além do prefeito e de seus assessores, contou com a presença do presidente da Câmara de Vereadores, acompanhado de todos os edis que compõem a Casa Legislativa. O debate foi mediado pela secretária municipal de Educação, Naiara Nize Alexandre Alves Silva Passos, e teve como palestrante o comandante do 11ª Batalhão de Policia Militar (BPM) com sede em Itaberaba, o tenente coronel PM Manoel Xavier de Souza Filho.

O comandante do 11º BPM Manoel Xavier deu uma aula sobre segurança, afirmando que Wagner, estatisticamente, tem o menor índice de violência da região | FOTO: Jornal da Chapada |

Nós trabalhamos com estatística e posso garantir que Wagner é o de menor índice de violência da nossa regional. O problema é que quando o município é pacato, ordeiro, qualquer ocorrência promove o levante de seu povo. Mas o prefeito e a população podem ficar tranquilos que já estamos implementando ações para restaurar a tranquilidade do município”, declara o tenente coronel.

De acordo com Manoel Xavier, para restabelecer a ordem já foi feito um diagnóstico das bocas de fumo com ações para implementar a repressão ao tráfico e consumo de drogas. “Estamos trabalhando em parceria com a Companhia Independente de Policiamento Especializado [Cipe/Chapada] que está sediada no município de Ruy Barbosa, além de realizar operações pontuais com a Rondesp/Chapada”, completa.

O evento foi prestigiado ainda pelo prefeito do município de Utinga, Alberto da Silva Muniz (PSD), e pelo presidente da Câmara, Sandro de Miranda Costa. A população de Wagner foi representada por vários comerciantes, professores, alunos, profissionais liberais e outros segmentos da sociedade. Representando a Polícia Civil, se fez presente a delegada do município Meire Lúcia.
A professora Louis falou em nome da comissão popular e fez algumas reivindicações, como o aumento do efetivo da PM, escrivão para a delegacia e outras demandas | FOTO: Jornal da Chapada |
A Constituição Federal, em seu art. 144, estabelece que “a segurança pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos. Talvez por conta disso, a comunidade wagneriana cansada da onda de violência também resolveu se mobilizar criando uma comissão para lhe representar no debate. A comissão foi formada por Enoque Francisco de Jesus, Terezinha, Cleide, Anderson, Leila, Mauricio, Thiago, Junior e a professora Louis ficou encarregada de levantar as principais demandas da população.

Entre as demandas apontadas pela comunidade estão o aumento do efetivo policial, que atualmente é de dois PMs; aparelhamento humano para a delegacia da cidade com a presença efetiva de um investigador e de um escrivão; além da fixação de um dia para que a população possa fazer os registros de ocorrência com a presença da delegada, já que a mesma às vezes se ausenta, pois também atua na delegacia de Ibiquera.

O salão paroquial em Wagner lotou de comerciantes, professores, profissionais liberais e diversos segmentos da sociedade | FOTO: Jornal da Chapada |

Vale ressaltar, que a melhor proposta da comissão foi a criação do Conselho Comunitário de Segurança Pública, sugestão acatada pelo prefeito Natã Garcia, pelos representantes da Câmara de Vereadores e pelo coronel Xavier. Durante o debate, os presentes expuseram seus medos, e sugeriram soluções, como o senhor José Nobre, que sugeriu a instalação de Câmaras de Monitoramentos nas ruas e praças da cidade.

Outra sugestão que partiu da população foi a criação da Guarda Municipal. Entretanto, a ideia que ganhou corpo e foi bem recebida pelos presentes, além da criação do conselho, foi sugerida pelo prefeito Natã, que vai se unir ao gestor de Utinga, Alberto Muniz, para firmar um convênio de cooperação técnica com a Polícia Militar para que ela faça o patrulhamento periódico dos dois municípios. Para tanto, ambos os administradores se dispuseram a colaborar no que for possível para que essa patrulha seja efetivada o mais rápido possível.

O comandante Manoel Xavier de Souza Filho deixou claro que o maior avanço na audiência foi mesmo a ideia de criação do Conselho Municipal de Segurança Pública. Por meio dele pode ser implementada uma série de ações com o apoio da comunidade, citando, por exemplo, a criação de um disk denúncia, instalação de câmaras de monitoramentos em ruas e a criação da patrulha. Completando, o comandante Xavier disse que “a ideia do prefeito é viável e pode ser um projeto modelo para a região, pois já acontece com bons resultados nos municípios do interior do Estado de São Paulo”. (Jornal da Chapada)

Comando da Policia Militar realiza reunião em Bonito e traça metas para segurança pública


Na manhã desta quinta-feira 12/11, o comando da Policia Militar que coordena ações na região de Bonito, representado pelo Tenente Coronel André Luiz, pelo Capitão Leandro, pelo Capitão Joel e pelo Sargento Simão, em reunião com o vice-prefeito Reinan e comissão administrativa, definiram algumas metas para melhoria da segurança em Bonito e região. Entre elas o treinamento e aparelhamento da Guarda Municipal para atuação na sede e nos povoados, a incorporação de uma base da Policia Militar em Catuaba e o melhoramento da segurança também nos povoados. O Capitão Leandro e o Capitão Joel lembraram que Bonito hoje é a cidade mais bem policiada do destacamento e com ações em parceria com a CETO, CIPPA, Guarda Municipal e PM, Bonito ficará ainda mais coberta pela segurança. Em tempo, e demonstrando grande satisfação com o resultado do projeto, o Sargento Simão convidou todo o destacamento e a comunidade para acompanhar a formatura dos alunos do Proerd, um programa que visa melhorar a atuação de crianças e adolescentes na sociedade. A formatura acontecerá no dia 20 de novembro, sexta-feira, no Ginásio de esportes Roberto Muniz às 9h00 da manhã.
A prefeitura de Bonito agradece ao destacamento, também abraça as metas e fará o necessário para que elas sejam alcançadas o quanto antes, afinal, segurança também é prioridade. (ASCOM- Prefeitura de Bonito)

Segurança tenta suicídio dentro de agência da Caixa em Coaraci-BA

O segurança da Caixa Econômica Federal de Coaraci, José Paulo dos Santos (Zé Paulo), 45 anos, tentou tirar sua própria vida com um tiro de revólver, na cabeça, na manhã desta segunda feira (9), dentro da agência. A família dele ainda não se pronunciou, mas amigos do segurança da CEF, ouvidos pela reportagem, disseram que o segurança estava com problemas de relacionamento familiar, após passar o final de semana com a esposa e filhos em um clube da cidade. O estado de saúde de Zé Paulo é gravíssimo. Ele está no setor de reanimação do Hospital de Base de Itabuna, após ser socorrido por uma ambulância de Coaraci.

Delegacia de Polícia de Utinga pede socorro

Em uma breve visita da reportagem do Blog do Léo Barbosa à Delegacia Territorial da Policia Civil da cidade de Utinga, à 415 Km da capital baiana, foi possível constatar as péssimas condições de segurança e estrutura que deixam a Depol de Utinga com fragilidades. São rachaduras nas celas e nas paredes externas que são de adobe (tijolo de barro cru), infiltrações, o cupim já destruiu boa parte da madeira que sustenta o teto

A Depol que  recebe presos das cidades de Wagner e  Utinga pede socorro. De acordo com o Delegado, já existe uma ação de interdição, porém até presente data não houve êxito, pois existe dificuldade do Estado em locar outro imóvel, haja visto que  para a licitação, são necessários três concorrentes, com escrituras e plantas dos imóveis, além de ter interesse em locar para o Estado, para virar delegacia. Já houve fiscalização da promotora, da Juíza da época e dos coordenadores da 12ª Coorpin. mas até a presente data, por falta de juiz na Comarca de Utinga, a ação não foi julgada, e a Depol de Utinga pede socorro. (Blog do Léo Barbosa)
Rachaduras e infiltrações nas paredes

O cupim destrói o forro e a madeira

Autoridades da Segurança Pública se reúnem para lançar programa anti-drogas em Bonito

A coordenação da Policia Militar e com apoio da Secretaria de Educação e entidades de combate ao uso de drogas. As escolas Treze de Junho e José Carlos Araújo foram contempladas com o programa anti-drogas da policia militar. Com a coordenação do sargento Simão, os alunos e familiares participaram de debates, palestras e oficinas que tentaram reprimir o uso de drogas. Com essa iniciativa, espera se que mais jovens se juntem e combatam o uso de substâncias lícitas e ilícitas no município. “Acompanharei de perto e se precisar irei ate a casa dos participantes para que eles possam ter um futuro longe das drogas.” – Disse o sargento Simão, reafirmando o seu compromisso com o projeto e com a comunidade.

Motorista e segurança do cantor Leonardo é morto a tiros em Goiânia

O segurança e motorista do cantor Leonardo, Marco Antônio Rezende, foi morto a tiros, por volta das 9h deste domingo (5/7), na Rua U-54, no setor Vila União, em Goiânia. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu), ele teria reagido a um assalto.
De acordo com testemunhas, a vítima estava em uma feira do setor, quando três pessoas se aproximaram e tentaram roubar o cordão de ouro que ele usava.

A vítima teria reagido e tentado sacar a arma, quando foi atingido por oito disparos. O homem foi baleado no tórax, abdômen e nas pernas e morreu no local. Os suspeitos fugiram levando a arma da vítima, uma pistola de calibre 380, a carteira dele e outros objetos. A Polícia Militar (PM) ainda não tem informações sobre os autores do crime.