Bolsonaro diz que auxílio emergencial deverá ter quarta parcela

Live da Semana com Presidente Jair Bolsonaro - 28/05/2020
Live da Semana com Presidente Jair Bolsonaro – 28/05/2020

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (28) que o governo deve propor uma quarta parcela do auxílio emergencial, atualmente em R$ 600, mas que o valor ainda está em estudo pelo governo, que poderá reduzi-lo.

“Nós já estudamos uma quarta parcela com o Paulo Guedes. Está definindo o valor, para ter uma transição gradativa e que a gente espera que a economia volte a funcionar”, afirmou o presidente durante sua live semanal, transmitida pelas redes sociais.

O auxílio emergencial prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600 para trabalhadores informais, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda. De acordo com a Caixa Econômica Federal, cerca de 59 milhões de pessoas já receberam o benefício. Cada parcela do auxílio emergencial custa aos cofres públicas cerca de R$ 48 bilhões. (mais…)

Dataprev será obrigada a explicar motivos de recusa do auxílio emergencial 

reclame aux

O Auxílio Emergencial de R$ 600 a R$ 1200 (para mães solteiras) continua sendo pago a milhares de brasileiros. Entretanto, ainda existem aqueles que passam pela recusa do auxílio emergencial, seja por não se enquadrarem nos requisitos para o benefício, seja por outros motivos. A partir de agora, porém, a Dataprev será obrigada a explicar os motivos do problema.

Assim, devido a diversos problemas com a recusa do auxílio emergencial, a Justiça Federal de Sergipe obrigou a União, a Caixa e a Dataprev a corrigir parte das irregularidades que foram apontadas pela população que ainda espera pelo benefício. Confira, a seguir, como será feita essa explicação e o que está sendo feito para evitar problemas de recusa do auxílio emergencial.



Por que acontece a recusa do auxílio emergencial?

Desde que o benefício de R$ 600 foi concedido, milhares de pessoas estão passando por problemas de recusa do auxílio emergencial. Muitas dessas recusas, entretanto, não deveriam ter sido negadas, demonstrando um problema de cadastro e análise. Nesta semana, por exemplo, diversos beneficiários reclamaram por terem sido enquadrados como presidiários no cadastro, perdendo o direito ao valor.

Dessa forma, o problema está relacionado a Dataprev, órgão responsável pela análise. Porém, a Caixa também possui responsabilidades sobre o assunto. Assim, a Caixa também será obrigada a tomar atitudes para resolver o problema da recusa do auxílio emergencial para esses casos.

Como será resolvido o problema da recusa do auxílio emergencial?

Entre as atitudes que devem ser tomadas, a Caixa deverá indicar ao usuário os órgãos de controle que ele possa contatar para resolver o problema de recusa do benefício. Ao mesmo tempo, o banco deverá divulgar os bancos de dados nos quais essa pessoa possa conhecer todos os requisitos para a concessão do valor, verificar se realmente teria direito a esse benefício e se a recusa foi realizada de forma correta.

De acordo com o Ministério Público Federal, que entrou com a ação sobre a recusa do Auxílio Emergencial, usuários estavam recebendo uma resposta padrão quando a benefício era negado, com a mensagem “dados inconclusivos”. Entretanto, a partir disso, não existia a possibilidade de recurso da negativa ou simplesmente de realizar um novo requerimento.

Por fim, o governo será responsável por atualizar o calendário divulgado para incluir beneficiários que sofreram com o problema até então. O objetivo é evitar atrasos nos pagamentos das próximas parcelas para aqueles que conseguirem reverter o problema da recusa ao auxílio emergencial.

Confira os calendário de pagamentos da Caixa

Apesar dos problemas de recusa do auxílio emergencial, os pagamentos continuam a ser realizados. Em relação aos pagamentos da Caixa referentes à segunda parcela nas contas digitais, começa a ser válido, a partir deste sábado (30), o calendário para saque de dinheiro em espécie, que estavam restritos até então. Portanto, é preciso esperar o calendário a seguir:

  • 30 de maio – nascidos em janeiro (2,6 milhões de pessoas);
  • 1 de junho – nascidos em fevereiro (2,4 milhões de pessoas);
  • 2 de junho – nascidos em março (2,7 milhões de pessoas);
  • 3 de junho – nascidos em abril (2,6 milhões de pessoas);
  • 4 de junho – nascidos em maio (2,7 milhões de pessoas);
  • 5 de junho – nascidos em junho (2,6 milhões de pessoas);
  • 6 de junho – nascidos em julho (2,6 milhões de pessoas);
  • 8 de junho – nascidos em agosto (2,6 milhões de pessoas);
  • 9 de juho – nascidos em setembro (2,6 milhões de pessoas);
  • 10 de junho – nascidos em outubro (2,6 milhões de pessoas);
  • 12 de junho – nascidos em novembro (2,5 milhões de pessoas);
  • 13 de junho – nascidos em dezembro (2,5 milhões de pessoas).

Para conferir o restante dos calendários de pagamentos da Caixa para o Auxílio Emergencial, tanto da primeira quanto da segunda parcela, clique aqui. Se estiver com problemas referente a recusa do auxílio, basta aguardar pela atualização do aplicativo para tomar as medidas necessárias.

 

Bolsonaro volta a defender fim do exame da OAB: ‘Um caça-níquel, muitas vezes’

bolsonaro oab

 

O presidente Jair Bolsonaro voltou a pedir o fim do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em conversa com apoiadores na porta do Palácio do Planalto na manhã desta sexta-feira (29).

Segundo o chefe da nação, as provas são, em muitas vezes, um “caça-níquel”. “Eu acho justo que se fez faculdade, já pode trabalhar. Não tem que fazer exame. É um caça-níquel, muitas vezes”, afirmou.

Morro de Chapéu: prefeito diz que ‘não existe motivo’ para MP-BA pedir afastamento por crimes

O prefeito de Morro do Chapéu, Leonardo Dourado
O prefeito de Morro do Chapéu, Leonardo Dourado

O prefeito de Morro do Chapéu, Leonardo Dourado (PR), afirmou, em nota enviada a este Política Livre nesta sexta-feira (29), que, “não existe motivo e nem embasamento legal” para o Ministério Público da Bahia (MP-BA) pedir o seu afastamento por crimes de peculato, apropriação indébita e desvios de recursos e bens do município.



Segundo ele, “a denúncia formulada pelo nobre representante do Ministério Público Estadual, nada traz de concreto contra o prefeito”. O prefeito justificou, também, “que não existe processo penal em curso quanto a este fato, pois não houve decisão de recebimento da denúncia em espécie, ou seja, ao contrário do que foi veiculado, o prefeito não é réu”.

“A defesa preliminar já está sendo elaborada e nela, apresentaremos aos desembargadores do TJ-BA, as razões para rejeição da denúncia e o seu consequente arquivamento, bem como, detalharemos os motivos pelos quais não cabe o afastamento do prefeito, sobretudo porque não há qualquer indício de conduta irregular por parte do prefeito de Morro do Chapéu, valendo destacar que diferente do quanto veiculado, milita a presunção de probidade do gestor no período reportado, pois as contas referentes ao exercício financeiro dos anos de 2017 e 2018 foram devidamente aprovadas pelo órgão técnico, TCM-BA”, diz. (mais…)

MP pede afastamento do prefeito de Morro do Chapéu por desvio de combustível

O prefeito de Morro do Chapéu, Leonardo Dourado Lima
O prefeito de Morro do Chapéu, Leonardo Dourado Lima

O Ministério Público da Bahia, através do Núcleo de Crimes Atribuídos a Prefeitos (CAP), denunciou Leonardo Dourado, prefeito de Morro do Chapéu, a cerca de 450 km de Salvador, por crimes de peculato, apropriação indébita e desvios de recursos e bens do município. Na denúncia, assinada pela procuradora-geral adjunta para assuntos jurídicos, Wanda Figueiredo, e pelo promotor convocado José Emannuel Lemos, o MP pede o afastamento temporário do prefeito até que o processo seja julgado e proferida a sentença.

De acordo com o documento do MP enviado ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o prefeito Leonardo Dourado cometeu os crimes a partir de fevereiro de 2017, logo depois de assumir o cargo e realizou uma licitação para aquisição de combustível para abastecer a frota municipal. A proposta vencedora, no valor de mais de R$ 3,2 milhões, foi apresentada pela empresa Apoio Derivados de Petróleo Ltda. A denúncia se refere apenas aos anos de 2017 e 2018. No entanto, segundo o Ministério Público Estadual há indícios fortes de que a atividade criminosa persiste. (mais…)

Caixa libera novos pagamentos do auxílio emergencial para milhões de pessoas

A32AFE61-67A9-401E-B3D3-EB403CC6B6B6A Caixa Econômica Federal paga nesta sexta-feira (29/05) o auxílio emergencial de R$ 600 para mais 2,5 milhões de brasileiros.

O crédito se refere à primeira e segunda parcelas. De acordo com o calendário do banco, o benefício é destinado aos seguintes grupos:

  • Primeira parcela: 600 mil trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) nascidos em dezembro;
  • Segunda parcela: 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família com Número de Identificação Social (NIS) final igual a 0.

Esses são os últimos lotes a pagar programados pela Caixa. Contudo, a estatal deve publicar novos calendários para outros pagamentos.

(mais…)

‘Politização do STF’ e ‘aplicação do Art. 142’ é tema de live compartilhada por Bolsonaro; veja

Foto: Reprodução / G1
Foto: Reprodução / G1

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), utilizou sua conta oficial no Twitter, nesta quinta-feira (28),  para compartilhar uma live com o jurista brasileiro Ives Gandra Martins intitulada “A politização do STF e a aplicação pontual do artigo 142”. O conteúdo reitera falas públicas do presidente em que claramente contesta as ações do Supremo Tribunal Federal (STF) e sugere a ação efetiva das Forças Armadas.

O Artigo 142 da Constituição Federal tem sido tomado constantemente por apoiadores do presidente como base para o que chamam de “intervenção militar constitucional”. Na origem, o art. prevê o uso das Forças Armadas em necessidades de defesa da Pátria, para a garantia das instituições democráticas, da lei e da ordem. (mais…)

Advogada é encontrada morta em Baixa Grande

ADVOGADA 

Uma notícia trágica chocou a população de Baixa Grande na Bacia do Jacuípe, na manhã desta quinta-feira (28), quando todos tomaram conhecimento de que a advogada, Daniela Almeida da Silva, filha do ex-vereador Elias Ferreira da Silva, veio a óbito.

As primeiras informações dão contas que a advogada, foi encontrada caída na residência da mãe que é enfermeira. Ainda segundo informações, a vitima foi socorrida para o hospital, onde já chegou sem sinais vitais.

Mãe de 5 filhos, a advogada, chegou recentemente de São Paulo onde estava fazendo tratamento do filho mais novo. Até então não se sabe a causa morte da advogada.

Ao ser informada do trágico acontecimento, a Câmara de Vereadores de Baixa Grande, publicou uma Moção de Pesar pelo falecimento prematuro da Drª Daniela Almeida da Silva. (Caboronga Noticias)

Acompanhe abaixo

NOTA DE PESAR ADV. B. GRANDE

Cantor Adalto Gabriel morre em Jacobina, após ser atingido a tiros em Caém

adalto
Por volta das 12:50h desta quinta-feira, 28 de maio de 2020,  Adalto de Jesus, conhecido como Gabriel faleceu no atendimento do Hospital Municipal de Jacobina, após ser atingido por tidos na cidade de Caém.
Empresário de eventos Adalto estava chegando na sua churrascaria de carro, onde foi atingido por pelo menos 7 tiros, na região do abdômen e nas costas, por elementos que fugiram em um carro.
Segundo informações, todos os esforços possíveis foram feitos pelas equipes médicas de Caém e Jacobina, porém, Adalto não resistiu aos ferimentos.
Atualizando…
Fonte: Augusto Urgente!




Jacobina tem aumento de 05 casos de Coronavírus; total agora é de 41 infectados

JACOBINA COVID19B
Nesta quinta-feira,  28 de maio de 2020, a Secretaria de Saúde atualizou o boletim epidemiológico com mais 5 casos de Coronavírus no município de Jacobina e o total agora é de 41.
Os registros dos novos casos ocorrem no Bairro da Caeira com 01 infectado e os bairros do Leader e Jacobina I que também aparecem pela primeira vez no boletim, ambos com 02 casos. O município registra 01 óbito e 06 pessoas aguardam resultados do Lacen.
Fonte: Augusto Urgente!